Bluetooth 4.0: O que é e quais suas diferenças entre as versões 2.0 e 3.0

Imagem do autor Carla Valle
Carla Valle
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
11/06/2015 26.468 visualizações comentarios

De forma resumida, o Bluetooth pode ser definido como um sistema prático e rápido de compartilhamento pessoal ou simplesmente como uma conexão sem fio. Pode ocorrer entre quaisquer dispositivos compatíveis que estejam dentro do raio de alcance, sendo alguns deles os celulares, computadores, câmeras digitais, impressoras e afins.

Bluetooth 4.0

A comunicação desenvolvida para esta tecnologia é via rádio, o que facilita a transferência de dados, mesmo estando em ambientes diferentes sem uma linha de visão permanente, e seu alcance de conexão é dividido em três classes:

  • Classe 1 – até 100 metros
  • Classe 2 – até 10 metros
  • Classe 3 – até 1 metro

Principais diferenças entre as versões 2.0, 3.0 e 4.0

Em questões de qualidade de reprodução de áudio ou vídeo, o Bluetooth não apresenta muitas alterações em relação a suas versões anteriores. A diferença primordial é na distância do seu alcance, permitindo maior mobilidade e menor consumo de bateria dos aparelhos no qual estiver conectado.

Confira abaixo algumas modificações melhoradas ao longo das atualizações:

  • Primeira versão 1.0, criada no ano de 1994, com uma velocidade padronizada de 721 Kbps, relativamente muito fraca.
  • Segunda versão 2.0, criada no ano de 2004, aumentando consideravelmente a velocidade para 2 Mbps.
  • Terceira versão 3.0, criada no ano de 2009, com uma velocidade de 26 Mbps e um controle de consumo energético mais inteligente.
  • Quarta e mais recente versão 4.0, criada no final de 2009, mesmo ano da versão anterior, mas melhorada sob alguns aspectos, como um alcance muito mais longo, transferência de dados mais rápida e um gasto de bateria muito menor.

Bluetooth 4.0

Outra inovação desta versão é em relação à segurança. Por se tratar de um dispositivo de compartilhamento do qual você leva para todos os lugares, há um risco muito maior de a sua conexão ser interferida por alguém que você não gostaria que estivesse vendo seus conteúdos. Para isso, essa nova versão disponibiliza um pouco mais de 120 bits de segurança para seus compartilhamentos.

Tendo uma maior limitação no gasto de energia, a tendência é de se perder um pouco da velocidade também, mas com as inovações realizadas na ultima versão do Bluetooth, esta queda diminui consideravelmente, podendo chegar a uma velocidade de transmissão de até 1MB por segundo, um número considerável levando em conta sua rapidez de processamento. 

NFC e Bluetooth

A Near Field Communication (Comunicação por Proximidade de Campo) é uma conexão que assim como o Bluetooth funciona por radiofrequência. É uma tecnologia presente em alguns eletrônicos que funciona de forma isolada ou combinada ao sistema Bluetooth, aumentando ainda mais seu desempenho.

Sua função faz com que o dispositivo Bluetooth reconheça e estabeleça uma conexão com menos de 1 cm de proximidade, sem a necessidade de ativação por código ou rastreamento de pontos de conexão. É a chamada conexão por proximidade.

O dispositivo de pareamento da NFC permite ainda uma conexão de até 20 cm, caso não haja a possibilidade de aproximar dos demais os aparelhos. Apesar de parecer uma distancia curta ela é extremamente eficiente, pois facilita conexões rápidas além de oferecer a melhor e mais rápida transferência de dados por estar muito mais perto.

O NFC engloba uma média de 13.56 MHz, livre de restrições em quase todos os países, com uma velocidade que vai entre 106 e 424 Kbps.

Para que você entenda melhor estes números, confira um esquema mais simplificado abaixo.

Em relação ao Bluetooth:

  • Frequência: 2.4 GHz
  • Comunicação: Full-Duplex
  • Dispositivos de conexão: 7
  • Velocidade: até 24 Mbps

Em relação ao NFC:

  • Frequência: 13.56 MHz
  • Comunicação: Half-Duplex
  • Dispositivos de conexão: 2
  • Velocidade: até 424 Kbps

Agora que você já conhece todas as vantagens do Bluetooth 4.0, que tal optar por ele na compra do seu próximo smartphone? 

Comentários