China: a meca dos smartphones

Imagem do autor Cleiton Roberto Sanches
Cleiton Roberto Sanches
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
13/04/2016 2.167 visualizações comentarios

A China, até alguns anos atrás, não era vista com bons olhos na questão de produtos de boa durabilidade. Mas hoje o cenário já é outro, pois o mercado chinês mudou de estratégia e agora opta pela construção de produtos de alto padrão, desenvolvidos de forma barata, o que influencia diretamente no preço final do bem bem produzido.

Essa mudança, aliada ao fato de que a China é o maior mercado consumidor de smartphones do mundo, resultou no surgimento de várias empresas de tecnologia, que produzem celulares e diversos acessórios. O mais surpreendente é que essas novas marcas já batem de frente com as empresas tradicionais, como Samsung, Apple e Sony.

China: a meca dos smartphones

Embora estudos revelem que o mercado chinês de smartphones já esteja saturado, devido ao desaceleramento no ritmo crescimento da Xiaomi (maior startup do mundo), nada impede que o mercado chinês ainda nos presentei com aparelhos cada vez melhores.

Esqueça os antigos preconceitos de que os produtos da China são ruins ou que estragam fácimentel. Os recentes investimentos em pesquisas resultam na construção de aparelhos cada vez melhores, repletos de tecnologias tão boas quanto os aparelhos de marcas consagradas.

Alguns consumidores reclamavam que essas fabricantes chinesas, como a Huawei, Xiaomi ou Lenovo, copiavam o design do iPhone. Mas isso já está mudando, pois atualmente já conseguimos observar diversos smartphones chineses que possuem identidade própria, como no caso do Huawei P9, Mi5 da Xiaomi ou o Lenovo Vibe A7010.

China Smartphones

Investimentos

Nos dias de hoje, as fabricantes de smartphones chinesas investem em pesquisa até mais que a própria Apple e outras marcas tradicionais. No ano de 2015, a Huawei gastou mais em pesquisas que a empresa da maçã, ficando em cerca de 1 bilhão de dólares em frente à Apple. Esses estudos são fomentados para o desenvolvimento de novas tecnologias e otimizações que possibilitam a construção de aparelhos cada vez mais modernos.

Para provar que os chineses realmente não estão para brincadeira, recentemente a Lenovo comprou a divisão de smartphones da Motorola, o que colocou a empresa chinesa na terceira posição entre os maiores fabricantes de smartphones do mundo. A partir disso, a empresa começou a atuar em todos os cantos do globo, abrindo ainda mais portas para os produtos chineses.

Desde que o negócio entre Lenovo e Motorola foi concretizado, por cerca de 2,91 bilhões de dólares, a empresa chinesa já desenvolveu novos aparelhos de excelente qualidade. Entre esses smartphones podemos destacar o Lenovo Vibe A7010 e o Lenovo Vibe K5, dois aparelhos que entraram no mercado brasileiro por um preço altamente competitivo.

Lançamento Smartphones Lenovo

Até quando?

Estudos apontam que o mercado chinês de smartphones já está saturado, afinal o país passa pelo menor crescimento dos últimos 25 anos e com a enorme oferta de produtos, é mais natural que o mercado de tecnologia comece a apresentar baixas.

Mas isso ainda não tira os méritos da China, em ser um enorme mercado consumidor e produtor de tecnologia. E com a possibilidade de atuação em todos os cantos do globo, essas empresas chinesas ainda podem continuar “tranquilas” e investir pesado no desenvolvimento de novos smartphones.

Quem ganha com isso é o consumidor, já que dessa forma são ofertados cada vez mais produtos e opções. Com isso, o consumidor possui maior poder de escolha e além disso, os entusiastas de tecnologia tem a chance de aproveitar recursos de ponta por um preço bem mais acessível.

Mercado Consumidor Chinês

Comentários