Youtube Filmes: Melhores Títulos de Ação e Aventura

Imagem do autor Kelen Vargas
Kelen Vargas
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
10/08/2018 1.694 visualizações comentarios

Assistir filmes no Youtube já é uma prática bem usual para milhares de internautas, não é novidade que a plataforma é riquíssima em oferecer conteúdos audiovisuais que atendem aos mais variados gostos.

Blog Os Smarts Mais Vendidos

E para aprimorar a experiência de seus usuários, a plataforma possui agora o Youtube Filmes que funciona como uma grande locadora online. Os preços variam entre as obras cinematográficas, são valores bem acessíveis, para você alugar ou comprar o filme que desejar assistir.

No catálogo estão presentes uma variedade de títulos, filmes estrangeiros por exemplo estão disponíveis em versões legendadas ou dubladas em português. Os gêneros abrangem o cinema mundial, desde animações até terror.

Talvez você se interesse por alguma de nossas outras matérias:
→ Os 13 Melhores Filmes para Assistir no Youtube
→ Os 17 melhores Smartphones Samsung de 2018
→ Pipoqueira: 8 Opções Boas e Baratas para Comprar

Nós da Cissa escolhemos o gênero Ação e Aventura e preparamos uma lista com os melhores filmes para assistir no Youtube. Trouxemos títulos desde o cinema clássico até obras mais atuais e pop, para que você possa assistir através do seu notebook, smartphone, tablet, smart TV, enfim no conforto da sua casa. Confira!

Melhores Filmes de Ação e Aventura para Assistir no Youtube

Dunkirk

Um filme de guerra que não se encaixa em estereótipos do gênero, Dunkirk nos apresenta uma trama baseada em fatos reais da Segunda Guerra Mundial, mais precisamente durante a Operação Dínamo, que foi conduzida pelo Reino Unido a fim de resgatar milhares de soldados aliados que acabaram cercados por tropas da Alemanha Nazista. Esta obra cinematográfica desenvolve-se a partir de 3 cenários - terra, mar e ar - dando continuidade a partir do ponto de vista dos personagens que se encontram em situações complicadas. Com um enredo que se baseia em sua maior parte no uso de imagens ao invés de diálogo, através de um plano atemporal.

Por que assistir? Sob a direção de  Christopher Nolan, Dunkirk nos passa uma proposta visionária em questão de fotografia e ambientes no qual foi desenvolvido. No longa Nolan se recusa a fazer uso de grandes tecnologias, deixando o 3D de lado e apostando no formato antigo do 70mm. Resultando em uma proposta visual espetacular, gerando ao telespectador imensa tensão durante as ações através de inteligentes e precisos ângulos de filmagem, fazendo àquele em frente a tela imergir na história, seja ela se passando dentro de um navio, de um caça ou em um píer com uma imensidão de soldados. As diferentes tramas que são ligadas por uma mesma causa, acabam por expressar realidade e serem extremamente envolventes, através de uma sábia e realista amostra de um cenário de guerra, focando nas cores e texturas que são sustentadas por uma trilha sonora perspicaz e aliciante de Hans Zimmer.

Veja também → Melhores headsets gamers

Jumanji: Bem-vindo à Selva

Na mais nova Aventura Jumanji, não temos mais um jogo de tabuleiro como elemento causador dos futuros eventos na trama, mas sim um videogame. Em Jumanji: Bem-vindo à Selva somos apresentados a quatro estudantes que durante a detenção na escola descobrem um videogame, o qual tem como ambiente de ação uma floresta. Os adolescentes configuram o console e quando acabam de escolher seus respectivos personagens e pressionam start acabam sendo sugados para dentro do jogo, e quando no universo do game se tornam os avatares que eles mesmo escolheram ser no mundo virtual, agora mais real do que nunca. A partir daí eles terão que usar suas melhores habilidades e conhecimentos para enfrentar uma radical e perigosa aventura para que possam sair de lá e não ficarem presos neste “mundo paralelo” para sempre.

Por que assistir? Apesar de muitos apreciadores da obra original Jumanji terem ficado apreensivos e preocupados com a possibilidade do clássico estrelado por Robin Williams ser “estragado” na nova versão, não foi o que aconteceu. Com direção de Jake Kasdan, a mais nova trama é super envolvente e divertida, com uma ótima escolha de atores para interpretar os personagens principais, onde temos Dwayne Johnson que lidera e traz carisma para o grupo, acompanhado ainda de Karen Gillan, Jack Black e Kevin Hart, todos nomes consagrados e de peso no cenário cinematográfico. O longa de ação e aventura, conta com um ótimo toque de humor, com foco em momentos cômicos que vão arrancar boas risadas dos telespectadores. Jumanji: Bem-vindo à Selva faz menção e traz o espírito do filme Jumanji da década de 90, colocando alguns easter eggs na trama sem perder a originalidade.

Veja também → Melhores Smartphones Octa-Core

Maze Runner: A Cura Mortal

A cura mortal chega para dar um desfecho a franquia de sucesso Maze Runner, seguindo a trama dos dois primeiros filmes, temos Thomas (Dylan O'Brien) como um dos últimos imunes ao vírus Fulgor que devastou a população mundial. Em busca de uma cura para essa doença mortal e na missão de salvar seu amigo Minho ele descobre os planos da organização Cruel, que podem trazer resultados catastróficos a raça humana. Frente a uma promessa da organização de que não há mais nada a esconder e temer, a trama envolve dúvida e a aflição da incerteza de não saber os verdadeiros planos da Cruel, que não tem nenhum histórico que favoreça ser digna de confiança. 

Por que assistir? Depois de uma produção conturbada que inclui o grave acidente de Dylan O'Brien durante as gravações e a gravidez de Kaya Scodelario, no começo deste ano (2018) tivemos o tão aguardado lançamento do último filme da trilogia Maze Runner. A qual nos traz uma narrativa envolvente e cheia de plot twist - mesmo que para os leitores mais ávidos dos livros que inspiraram os filmes, já tivessem plena noção do que estaria por vir, alguns acontecimentos acabam por nos surpreender. Acompanhado pelas ótimas performances dos jovens atores que dão vida aos queridos personagens, temos uma narrativa muito bem desenvolvida, não apenas na história em si mas para a evolução e desenvolvimento da mesma. Recheado de efeitos especiais, como exige o gênero, temos uma obra com mais ação do que as anteriores da trilogia, o enredo nos coloca frente a personagens com questões que precisam serem resolvidas no famoso “agora ou nunca”, ao que imergimos na história que nos prende e nos faz ansiar pelo desfecho final.

Veja também → Melhores Aplicativos para Escutar Podcast

Vingadores: Guerra Infinita

 O supervilão Thanos está em busca de completar sua Manopla com as seis joias do infinito e de acordo com o seu plano e visão distorcida da realidade, assim poderá estabelecer de fato o equilíbrio do Universo. Isso irá nos trazer a união dos Vingadores e mais uma grande quantidade de super heróis que integram o time dos estúdios Marvel. Além do Homem de Ferro, Thor, Capitão América, Hulk e Viúva Negra, teremos um grupo muito maior se unindo para combater o antagonista, como o Homem Aranha, Doutor Estranho, os Guardiões da Galáxia, Pantera Negra e guerreiros de Wakanda, Feiticeira Escarlate e Visão. Guerra Infinita é o resultado inteligentíssimo de longos anos de filmes solos dos principais heróis da Marvel, entre encontros, menções e easter eggs, todas as tramas e subtramas culminam precisamente em Vingadores: Guerra Infinita.

Por que assistir? Neste caso, a pergunta é porque não assistir hoje, assistir amanhã, assistir para sempre? Afinal de contas está grandiosíssima obra cinematográfica chegou agradando tanto ao grande público como os críticos mais exigentes. Vingadores: Guerra Infinita concedeu ao seus diretores - os irmãos Joe Russo e Anthony Russo - a concretização de serem os responsáveis pela maior marca do Universo Marvel, título que vinha trilhando merecimento desde o primeiro filme dos Vingadores. A inteligente e precisa direção do irmãos Russo foi super  perspicaz na culminação perfeita de todas as tramas, cenários que se completam, a forma como os heróis se unem. Todos os super heróis ganham espaço para mostrar sua importância na narrativa, deixando os fãs da franquia satisfeitos com a relevância de todos na história, sem falar na empatia e ótima textualização dada ao vilão Thanos, o que é algo raramente visto em filmes do gênero. E claro que o filme capricha em seus elementos já consagrados, proporcionando aventura, momentos de alívio cômico e cenas de ação. Muito bem elaboradas, com fotografia e efeitos especiais incríveis que nos levam a imergir em um mundo paralelo de fantasia e ficção científica.

Veja também → Tudo o que Você Precisa Saber Sobre o Spotify

Atômica

 Baseado no romance gráfico The Coldest City de Antony Johnston e Sam Hart, Atômica é um filme que apresenta Lorraine Broughton, uma espiã disfarçada que tem como missão investigar um assassinato e recuperar uma lista perdida de agentes duplos. A trama do longa se passa durante a Guerra Fria e para realizar sua tarefa Lorraine terá que ir para a cidade de Berlim, onde junto a David Percival que é chefe da localidade, terá que usar seus melhores truques e habilidades para se sair bem no que será um grande confronto de agentes e espiões.

Por que assistir? Uma obra cinematográfica que reforça a representatividade das mulheres em obras do gênero de ação - assim como o sucesso da DC Comics com Mulher Maravilha. Atômica traz como personagem principal da narrativa uma mulher forte e destemida, determinada em cumprir sua missão ao que é resistente a todos os conflitos que surgem no decorrer da história. Neste filme, David Leitch estreia como diretor, depois de uma longa carreira como dublê de grandiosas obras cinematográficas que inclui o sucesso Matrix. Desenvolvendo uma trama que na construção das cenas não foge muito do que o padrão do gênero oferece, mas ainda assim consegue oferecer reviravoltas e criar cenas envolventes. Impressiona na fotografia comandada por Jonathan Sela que capricha na escolha das cores dos ambientes, ao que valoriza a época da Guerra Fria. E também se sai muito bem na trilha sonora, que ficou a cargo de Tyler Bates, que optou por uma trilha mais instrumental que embala com maestria as cenas de mais ação e lutas.

Veja também → Como Liberar Memória Interna do Celular

Logan

Logan é o terceiro filme solo do herói Wolverine, personagem dos estúdios Marvel. A trama é inspirada na séries de quadrinhos “Velho Logan” de Mark Millar, no filme temos um esgotado Logan que para cuidar do debilitado Charles Xavier ganha a vida como motorista de Limousine. Seus planos de manter-se no anonimato e longe de conflitos são abalados quando Gabriela, uma mulher mexicana, o procura com a finalidade de pedir ajuda para proteger a jovem Laura Kinney de um nada amigável Donald Pierce, que está interessado em algo que Gabriela possui e nada preocupado com a integridade da garota.

Por que assistir? Sendo o último filme de Hugh Jackman no papel de Wolverine, é também a estreia no cinema da atriz Dafne Keen, que dá vida a pequena Gabriela, e ao que tudo indica é uma forte candidata a assumir o papel do mutante de personalidade forte que é o Wolverine, ao que sua performance é incrível e muito bem quista pela crítica e grande público. O longa não segue os mais fortes padrões vistos na franquia X- men, mas se sai muito bem no que se propõe, tendo inspirações de elementos e cenários de vários faroestes clássicos, por exemplo. O diretor James Mangold capricha nas cenas de ação e tensão, sem grandes e exagerados efeitos, por horas apresenta certo sentimentalismo e até mesmo o esgotamento mental e emocional de Logan, sem deixar de lado o bom e velho alívio cômico dos estúdios Marvel. Um filme que não se encaixa em um rótulo, consegue através de várias facetas do enredo ser uma história de super herói, com ambientes de faroeste, drama familiar, um filme de despedida ou talvez de recomeço, o que importa é que é de fato uma ótima obra cinematográfica.

Veja também → Melhores Smartphones com Tela 5.5”

Em Ritmo de Fuga

 Baby (Ansel Elgort) é um jovem e muito habilidoso motorista, aficcionado por música, da qual utiliza por meio de fones de ouvido para aliviar o zumbido que tem em seus ouvidos, decorrente de um acidente que sofreu na infância. Por motivos que descobrimos no decorrer da trama, Baby é motorista de fuga de assalto de uma gangue de criminosos, que é comandada por Doc (Kevin Spacey). Baby anseia pela hora de acabar os serviços de pilotagem que precisa prestar a Doc para pagar uma “dívida” que possui com o mesmo, e tem esse sentimento fortalecido após se apaixonar pela garçonete Debora (Lily James). A trama se intensifica e toma proporções envolventes a partir de um assalto mal executado que ameaça sua integridade, princípios, amor e chance de liberdade.

Por que assistir? Sob a direção de Edgar Wright, somos apresentados a um longa que harmoniza elementos que agradam ao grande público como romance, assalto e vingança, mas totalmente valorizados principalmente no quesito ação, acompanhado de uma trilha sonora espetacular e cativante, recheada de boas músicas de rock, soul e blues de diferentes décadas, exemplo disso é dado logo de início com uma ótima cena ao som de Bellbottoms, do The Jon Spencer Blues Explosion. A narrativa é feliz em tirar o fôlego daquele em frente a tela, ao ver as cenas de Baby atrás do volante realizando com maestria manobras radicais, que acontecem logo após a relevante sequência de seu papel no assalto ao banco que inclui aguardar, observar, acelerar e despistar.

Veja também → Melhores Fones de Ouvido Bluetooth

Power Rangers

O mais novo filme dos Power Rangers busca atingir a nostalgia e agradar os fãs e aqueles que acompanharam as temporadas antigas por assim dizer, deste clássico que teve início na década de 90, ao mesmo tempo em que pretende atingir um novo público e ter a história desenvolvida em uma nova franquia cinematográfica com identidade própria. A base da história é de conhecimento do grande público, cinco adolescentes que descobrem ao “acaso” serem os escolhidos para salvar o planeta de uma invasão alienígena. A partir dessa premissa iremos acompanhar os jovens em uma aventura que envolve seres monstruosos gigantescos, robôs colossais e uma vilã feiticeira. Tudo isso enquanto descobrem seus poderes, um novo mundo com coisas e elementos que até então nenhum dos cinco jovens tinham conhecimento, incluindo seus trajes tecnológicos que os auxilia na luta contra o mal. Power Rangers 2017 traz um “Q” a mais na história, tratando de problemas e dilemas mais reais dos adolescentes, considerado pela crítica um ponto forte no filme.

Por que assistir? O diretor Dean Israelite aproveitou elementos da série clássica de um modo mais elaborado, e nos apresenta um versão muito mais futurista e tecnológica. O trunfo de Israelite inclina-se ao fato de ter focado na história de cada um dos jovens por trás dos capacetes e em seus problemas pessoais que acabam os impedindo de alcançar seus grandes potenciais como pessoas e como Rangers. No lugar de jovens perfeitos e ideais como as versões anteriores das séries televisivas mostrava , temos um quinteto de adolescentes em busca de suas identidades, tornando-os mais reais ao que o telespectador acompanha suas lutas pessoais e como isso afeta na luta contra super vilões que querem dominar o planeta. Um enredo cativante, com uma fotografia envolvente, Power Rangers capricha em apresentar um filme de super heróis de forma mais humanizada, acertando em cheio em oferecer um ambiente sombrio e realista sem deixar faltar o lúdico e cômico.

Veja também → Melhores Drones de 2018

Homem-Aranha – De Volta ao Lar

Desta vez, temos o cativante ator Tom Holland no papel do jovem Peter Parker - Homem Aranha - que após a sua experiência ao lado dos Vingadores volta para casa empolgado e com a certeza de que quer salvar pessoas, a partir daí ele passa a ajudar a vizinhança contra pequenos crimes diários. Achando ter encontrado seu verdadeiro propósito, se depara com inimigo maior, o vilão Abutre, que vai dar mais trabalho do que Peter imaginava. Sob a tutela de seu mentor Tony Stark, Peter precisa andar na linha ao mesmo tempo em que salva pessoas e ainda precisa contornar seus problemas pessoais, muitas vezes causados por ser o Homem Aranha.

Por que assistir? Em De Volta ao Lar, temos um Homem Aranha sendo integrado ao time de heróis da Marvel, com uma nova versão do herói aracnídeo que está aprendendo a lidar com o novo mundo a sua volta apresentado por Tony Stark, o qual Peter “idolatra”. O mérito da trama dá-se ao intérprete de Peter Parker, o ator Tom Holland vem ganhando reconhecimento e elogios da crítica e grande público, por oferecer ao herói uma ótima construção, onde podemos ver sua vulnerabilidade e entusiasmo próprios de um adolescente que de repente virou um super-herói. Outro ponto interessante é ainda o vilão que nos é apresentado no longa, quem dá vida ao temido Abutre é o já renomado Michael Keaton, oferecendo ao telespectador um antagonista com ótima construção, deixando claro o porquê de seus atos, mesmo que não sejam justificáveis, nos é possível compreender suas motivações e personalidade. Homem Aranha: De volta ao lar é o filme que os fãs esperavam, com ótimas tiradas cômicas, cenas de ação envolventes e claro, drama pessoal, que estende-se e é gancho entre sua vida “normal” e de super herói.

Veja também → Melhores smartphones com 32GB de armazenamento

Feito na América 

Baseado em fatos reais, o filme Feito na América é uma cinebiografia que apresenta Tom Cruise no papel de Barry Seal, um piloto norte americano que foi agente da CIA ao mesmo tempo em que era traficante do Cartel de Medellín - que tinha como líder Pablo Escobar - realizando operações secretas durante a década de 1980. A trama traz a história de Barry Seal e suas motivações e razões para realizar os trabalhos que o fizeram ser um dos melhores contrabandistas da época.

Por que assistir? Se você gosta de boas produções de histórias reais, este filme é uma boa pedida, muito bem estruturado sob a direção de Doug Liman, o centro da trama foca em mostrar ao telespectador a ousada trajetória de Barry Seal e os feitos que o fizeram milionário. A narrativa é cheia de articulações, traições, propostas e acordos, ao que envolve cenas de ação muito bem protagonizados por Tom Cruise que já é mestre no assunto. Junto a uma fotografia que faz jus a época em que a história se passa, repleta de elementos que por vezes remete a um tipo de thriller criminal. Junto a insanidade dos acontecimentos e façanhas vividos em cena que são transportados inteligentemente àqueles em frente a tela, através de imagens feitas propositalmente com câmera instável, enquadramentos “tortos”, com planos curtos e precisos no que pretendem oferecer, deixando certo êxtase e realidade para quem está assistindo.

Veja também → Samsung: O Poder do Galaxy S, A, J e Note

Interstellar 

Matthew McConaughey estrela esta trama de ficção científica dando vida ao personagem Cooper, sob a perspicaz direção de Christopher Nolan. O ponta pé inicial da trama dá-se por uma equipe de astronautas, liderada por Cooper, que recebem uma missão de viajar através de um buraco de minhoca à fim de encontrar algum planeta que possa receber a raça humana, já que a terra irá entrar em colapso pelo fato de a humanidade estar esgotando as reservas naturais. No elenco temos grandes nomes do cinema como Anne Hathaway, Marlon Sanders e Wes Bentley.

Por que assistir? Um filme que faz refletir sobre o que a humanidade está causando e poderá voltar com resultados nada agradáveis. O longa é uma ficção científica, mas não foge de representar pontos semelhantes com a realidade atual, possui uma trama repleta de questionamentos, que circundam a ciência e o ser humano. Destaque para o cenários impressionantes que enchem os olhos quando em tela, seja no espaço, seja em um planeta distante ou ainda mesmo que diante de ambientes completamente devastados. Interstellar é um filme que não contempla apenas viagens espaciais, mas também o próprio homem e seu papel que pode ser construtivo tanto quanto devastador, através de uma experiência completamente imersiva em cenários precisamente construídos.

Veja também → Melhores Aplicativos para Emagrecer

O Regresso

O ano é 1822, temos Hugh Glass - protagonizado por Leonardo DiCaprio - que integra um grupo de caçadores. Estes têm como destino o Velho Oeste Americano e estão em busca de peles. A trama se intensifica ao que Hugh é atacado por um urso, ele consegue sobreviver enquanto seu companheiro de viagem John o abandona, e não apenas o deixa para trás como também é causador de diversos problemas sérios na vida de Hugh Glass após o acidente com o urso. Deste ponto em diante temos um protagonista em busca de vingança contra quem o traiu, ao que terá que sobreviver a adversidades de um inverno rigoroso e a natureza selvagem.

Por que assistir? É um filme subjetivo, despertando em cada indivíduo uma experiência audiovisual única, por este motivo a trama divide opiniões. Mas o que a maioria concorda é que a direção de Alejandro G. Iñárritu foi muito feliz na adaptação da história lendária de Hugh Glass, muito bem interpretado pelo já renomado Leonardo DiCaprio, lhe rendendo finalmente o famigerado Oscar. Mas o que merece ser ressaltado é o modo como Emmanuel Lubezki desenvolveu a fotografia da narrativa, entregando um resultado fenomenal, com ambientes de beleza estonteante, mesmo que isso custe algumas sequências de cenas fortes e pesadas ao olhos mais sensíveis. Ainda assim o que se sobressai são os tons de realidade, minuciosos mesmo nos detalhes que poderiam ser considerados mais irrelevantes.

Veja também → Melhores Aplicativos de Arte e Desenho

Matrix

Como saber se você está sonhando, quando o sonho parece de fato muito real? No caso de Neo o que parecia ser apenas um sonho era na verdade o seu corpo sendo vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Neo - que ganha vida através do ator Keanu Reeves - é um jovem programador de computadores e tem seu mundo revirado quando Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss) apresentam a verdade por trás de seus sonhos, que inclinam-se a um submundo ameaçador e inteligência cibernética do mal. Neo vai descobrir ainda que é o único realmente capaz de enfrentar o Matrix, libertar as vítimas e retorná-las à realidade.

Por que assistir? Nunca é demais rever um clássico, ainda mais quando a obra consegue render em torno de 463 milhões ao ser transmitido em todos os cantos do planeta. Agradando e conquistando uma legião de fãs e apreciadores, Matrix é um verdadeiro sucesso dos irmãos Wachowski, que em seguida produziram mais duas sequências, tendo assim a franquia com Matrix, Matrix Reloaded e Matrix Revolutions. Mesmo não fazendo uso das tecnologias mais aprimoradas que temos atualmente, Matrix é um filme muito bem construído, com cenários de uma realidade que nos fazem acreditar que um homem pode desviar de balas ou pular entre prédios, com sequências em câmera lenta que prendem o telespectador em frente a tela. Enfim, matrix é um filme atemporal, complexo, mas que se sai muito bem em fazer com que todos acompanhem e entendam a história, mesmo que até hoje questionamentos e levantamentos sejam feitos sobre tantas portas abertas que o filme deixa para debates.

Veja também → Melhores Aplicativos para Baixar Wallpapers no Celular

E você, quais são seus filmes preferidos do catálogo da plataforma YouTube Filmes? Deixa aqui nos comentários, assim você expressa sua opinião e ainda ajuda mais amantes do cinema a conhecer novas obras inesquecíveis!

Comentários