Os 16 Melhores Filmes de Terror para Assistir na Netflix

Imagem do autor Cleiton Roberto Sanches
Cleiton Roberto Sanches
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
05/09/2018 251.108 visualizações comentarios

Agora queremos ver se você tem nervos de aço! Está afim de assistir algum filme que vai te fazer dormir de luz acesa?

O terror e o horror são gêneros adorados por muitos fãs de cinema. É justo dizer que existem muitas produções clichês do gênero que utilizam recursos baratos, como o “jumpscare”, que consiste na mudança repentina de imagem e elevação do som para provocar algum tipo de susto no espectador.

Esses recursos apenas empobrecem o filme, pois ele se apega em determinadas técnicas para entreter o seu público, sem necessariamente contar uma boa história. O filme de terror de qualidade provoca medo, mas não através do jumpscare (que pode ser usado, mas não em excesso) e sim contando uma história envolvente, capaz de passar uma atmosfera aterrorizante.

Blog Smarts Netflix

O terror é um dos gêneros mais prolíficos do cinema, afinal há uma grande quantidade de filmes de horror sendo lançados ano a ano. Isso acontece porque o filme de terror é extremamente barato de ser produzido. Com um orçamento mínimo, é possível entregar um filme ao estúdio.

Como existe uma grande quantidade de filmes de terror sendo lançados constantemente, ou várias dessas produções, deixam a desejar. Isso é frustrante para os fãs do gênero, que sempre esperam assistir bons filmes.

Se você assina a Netflix e é fã dos filmes de terror então está no lugar certo. Separamos uma lista especial para que você conheça bons filmes do gênero e assista bons filmes no conforto (e segurança) da sua casa. Conheça agora a lista com os melhores filmes de terror presente para assistir na Netflix.

Veja Também
 Os Melhores Filmes de Netflix
 Melhores Filmes de Ação para assistir na Netflix
 Conheça as melhores séries da Netflix

Os 16 melhores filmes de Terror para assistir na Netflix

Lembrando que a nossa lista não tem ordem de importância. Apenas separamos os melhores filmes para que você se divirta e assista ótimos filmes!

The Perfection

The Perfection é um filme original Netflix que entrou recentemente no serviço de streaming. O longa começa contando a história de Charlotte Willmore, uma talentosa violoncelista da Bachoff, uma prestigiada escola de música sediada em Boston. Charlotte precisa deixar seus estudos para cuidar da mãe, com uma doença terminal que lhe dava pouco tempo de vida. Após a morte de sua mãe, Charlotte decide ir atrás de seus antigos professores para retomar a carreira musical.

Ao chegar na sua antiga escolha, a protagonista encontra Anton, seu antigo mentor e é convidada a partir para uma viagem para Xangai, partindo para a China junto com Anton e sua esposa, Paloma. Em território chinês, Charlotte acaba conhecendo Lizzie, a nova estrela da escola Bachoff e que ficou no seu lugar quando teve que cuidar da mãe. Lizzie e Charlotte acabam desenvolvendo um interesse mútuo, que acaba indo além da amizade.

Após uma noite agitada, Charlotte convida Lizzie para uma viagem pela China rural e vão de ônibus conhecer novos lugares. Entretanto, acontecimentos estranhos com Lizzie fazem com a viagem se torne um verdadeiro pesadelo. The Perfection é uma verdadeira pérola do terror que se encontra disponível na Netflix e ganha um lugar merecido em nossa lista.

O Babadook

Um filme que mistura horror psicológico, sustos e uma atmosfera tenebrosa, os resultado dessa mistura resultou no filme O Babadook. O longa de 2014 é considerado um dos filmes mais assustadores da década, pois o longa contém todos os ingredientes que esperamos em um bom filme de terror. Somos apresentados a Amelia Vanek, uma viúva que ainda sofre com a perda do marido e que cria sozinha o seu filho Sam, de apenas 6 anos.

Sam começa a ficar inquieto e alega que um monstro, Babadook”, o está perseguindo. O garoto não consegue mais dormir à noite e também começa a ter um comportamento estranho na escola. Quando Amelia vai conversar com o menino sobre o assunto, ele põe a culpa no Babadook, uma criatura assustadora que atormenta as pessoas. Embora a mão não acredite nessa história a primeiro momento, acontecimentos estranhos começam a rondar essa família e eles se veem encurralados por um mal difícil de derrotar.

Ao analisar a história de O Babadook de uma forma mais profunda, será possível perceber o quão rica é a história. O monstro do filme seria uma representação do sentimento ruim que Amelia nutria pelo filho, já que ela o considera culpado pela morte do marido. As várias camadas do filme, fazem de O Babadook em uma interessante obra e um dos melhores filmes de terror para se assistir na Netflix.

A Beira da Loucura

Lançado em 1994, A beira da Loucura é um filme que não tem o reconhecimento que merece, portanto é esquecido pelos fãs dos filmes de horror. Mas o filme conta com uma boa história e também tem um elenco que dá conta do recado, fazendo com que A Beira da Loucura seja escolhido como um dos melhores filmes de terror disponíveis na Netflix. Vale lembrar que A Beira da Loucura é por John Carpenter, célebre pela produção do filme Halloween, um dos mais aclamados filmes de terror de todos os tempos.

Em A Beira da Loucura, somos convidados a conhecer John Trent, um investigador freelancer que tem a missão de encontrar escritor Sutter Cane, que se encontra desaparecido e é reconhecido amplamente por seus contos de terror, que atraem uma grande legião de fãs. Devido à pressão do público, a editora de Cane contrata Trent para encontrá-lo e resolver o mistério de seus desaparecimento. Na verdade, o dono da editora está atrás do último manuscrito de Cane e deseja lançá-lo o quanto antes.

Num primeiro momento, o investigador Trent acredita que o desaparecimento do escritor na verdade é apenas uma jogada de marketing, para incentivar a venda de seu novo livro. Ele parte em investigação com Linda Styles, amiga e agente do escritor, que explica que as histórias de Cane são conhecidas por deixar as pessoas perturbadas e até fora si. Trent em um primeiro momento de mostra cético a todas essas histórias, mas quanto mais vai a fundo nas suas investigações, mais estranha essa história se mostra.

Veja Também
→ Melhores Opções de Projetores
→ 12 Melhores Smart TVs de 32"
→ Melhores Caixas de Som

Quando as Luzes se Apagam

O plot principal de Quando as Luzes se Apagam nos apresentam eventos de um passado não muito distante, em que um homem, Paul, é morto por uma entidade dentro da fábrica em que trabalha. O homem em questão é marido de Sophie, anos mais tarde vemos que se casou novamente. A filha mais velha de Sophie, Rebecca, é chamada a enfermaria da escola que Martin, seu irmão mais novo, estuda. Lá ela descobre que o garoto está passando por alguns problemas, que ainda é agravado pelo fato de a mãe deles sofrer de um quadro grave de depressão e precisa tomar remédios controlados.

Os filhos descobrem que Sophie parou de tomar seus remédios e o pior, parece estar conversando com algum tipo de pessoa imaginária chamada de Diana. Com o decorrer da história, os filhos de Sophie descobrirão que Diana não é alguém que está apenas na cabeça de Sophie e se mostra uma ameaça que coloca a vida de todos da família em risco.

Quando as Luzes se Apagam é um filme que consegue trabalhar com os típicos clichês dos filmes de terror, em que o medo do escuro é um tema recorrente no longa. Entretanto, o filmes merece elogios por não cair na mesmice e tratar de temas mais pesados, como a depressão de Sophie e dar assim mais densidade da história. Custando apenas 4,8 milhões de dólares para ser feito, Quando as Luzes se Apagam teve a proeza de fazer mais de 148 milhões de dólares em bilheteria mundial.

Do Fundo do Mar

O tubarão é um elemento recorrente nos filmes de terror, desde o filme Jaws, clássico absoluto dirigido por Steven Spielberg. Do Fundo do Mar é um filme que bebe desta fonte, e sabe abordar muito bem o tema, diga-se de passagem. O medo do desconhecido e os perigos do fundo do mar fazem que os tubarões se tornem em grandes vilões de variadas produções, umas muito boas e outras de gosto questionável.

Do Fundo do Mar é um exemplo de um bom filme de tubarão, com boa história e boas atuações. No enredo, conhecemos a doutora Suzan McAlester, que trabalha no laboratório Aquatica, que anteriormente era utilizado para guardar aviões durante a Segunda Guerra Mundial. O laboratória é palco de uma pesquisa avançada envolvendo tubarões da espécie Mako, gigantescas criaturas que podem chegar até 4.5 metros e pesar cerca de 580 quilos, o que certamente é muito assustador para uma criatura que no fundo dos mares pode nadar na velocidade de até 88 km/h e ser uma verdadeira máquina de matar.

A pesquisa com os tubarões é parte de um projeto ambicioso, pois foi descoberto que existe uma proteína no cérebro dos tubarões que pode ser a cura a o Mal de Alzheimer e assim salvar a vida de milhares de pessoas. Um acidente de grande proporções acaba colocando soltando três tubarões Mako à solta em que os pesquisadores do laboratório Aquatica precisarão sobreviver a um terrível jogo de caçada em que eles são as presas. Do Fundo do mar é dirigido por Renny Harlin e conta com nomes de peso em seu elenco, como Samuel L. Jackson.

Mara

Mara é um filme de terror produzido pela Netflix que aborda um tema que é ao mesmo tempo inusitado e perturbador para um filme de horror: a paralisia do sono. A paralisia do sono é um terror completamente real, que pode ser descrito como a paralisia temporária do corpo na hora de acordar, algo que pode acontecer com muitas pessoas e que passa a ser um problema quando a pessoa percebe que passa por essa condição e passa a ter alucinações sobre isso.

A atriz Olga Kurylenco interpreta a psicóloga Kate, que foi designada para atender uma garota que passou por um grande trauma, seu pai foi morto enquanto dormia e a sua mãe é a principal suspeita do crime. Entretanto a menina afirma que seu pai foi morto por Mara e não por sua mãe, sendo que mais tarde, descobre-se que Mara é o nome de uma entidade sobrenatural que ataca as pessoas durante a paralisia do sono. As coisas passam a piorar quando Kate também passa a ter visões da criatura e sua vida se torna um verdadeiro inferno.

Este é o primeiro filme com a assinatura de Clive Tonge, que antes havia dirigido curtas-metragens. Um dos grandes destaques no filme é a sua trilha sonora, em que os ruídos e sons são capazes de render bons sustos. Os ruídos misteriosos, as portas batendo e toques de celular que aparecem do nada são capazes de dar um bom susto ao público. A ambientação do filme também é uma das grandes atrações do filme, com um ar claustrofóbico que deixa o público um pouco desconfortável durante algumas cenas.

Corrente do Mal

A premissa de a Corrente do Mal é uma interessante pode até soar absurda, mas a história tem um quê inovadora. O filme tem um tema extremamente adolescente, uma força maligna que é transmitida através do sexo, sendo uma metáfora com as temidas DSTs, um perigo que assombra os jovens com uma vida sexual ativa. O filme aborda muitas questões, como culpa cristã, amor e desejo, além dilemas da vida de um adolescente, como lidar com saus relações com outros jovens e o preparo para a vida adulto.

O tom do filme é bem pessimista, em que críticas na suaves aos Estados Unidos ficam completamente em evidência. Corrente do Mal lida com as desilusões da vida de um adolescente, bem como o tédio de um jovem americano de classe média. A crítica do mal que é passado adiante na verdade lida muito do individualismo da sociedade americana, em que se pensa apenas em passar o “mal” adiante e fugir das responsabilidades. Uma das principais características do filme é o seu conjunto de imagens espetaculares, com planos grandes que demonstram a solidão dos protagonistas, pois são filmados em amplitude dão uma sensação de vazio que é clara nos protagonistas. 

A direção primorosa de a Corrente do Mal faz com que o filme se torne em um verdadeiro clássico recente do gênero, mesmo trabalhando com temas completamente clichês do gênero.

Blog Melhores Caixas de Som

Ouija: A Origem do Mal

Ouija: A Origem do Mal é um filme que mistura muitos elementos possíveis de serem encontradas em produção de horror feitas na década de 70/80, o que talvez seja um fatores que contribuem para deixar a produção com ares de nostalgia e extremamente divertida de ser assistida. O filme nos começa mostrando a vida de Alice Zandler, interpretada pela atriz Elizabeth Reaser, que mora nos subúrbios de Los Angeles e trabalha como médium, mas apenas é uma charlatã que deseja ganhar algum dinheiro para sustentar a si e suas filhas.

Alice mora junto com suas duas filhas, Paulina de 15 anos e Doris de 9 anos de idade e todas as três ainda estão de luto com a morte de Roger, o pai das meninas e marido de Alice. Por sugestão da sua filha mais velha, Alice utiliza um tabuleiro ouija nas suas sessões de charlatanismo, a fim de deixar o seu exibicionismo com os espíritos ainda mais convincente. As coisas começam a dar erradas quando a tábua de ouija começa atrair espíritos reais, que num primeiro momento se mostram amigáveis, mas com o passar do tempo se apresentam entidades cada vez mais malignas e sombrias.

O filme é uma sequência do aclamado Ouija, filme de 2014 que fez enorme sucesso porém não foi muito bem recebido pela crítica. Com isso, o diretor Mike Flanagan decidiu assumir a direção do segundo filme da franquia e fazer um dos melhores filmes de terror de 2016. Ouija: A Origem do Mal fez mais de 80 milhões em bilheteria mundial e muitos críticos chamam a história de uma “experiência sincera e genuinamente assustadora”.

Aurora: O Resgate das Almas

Aurora: O Resgate das Almas e uma verdadeira pérola disponível no catálogo da Netflix, misturando muito bem uma história de terror com um visual de cinema de arte, dando uma atmosfera única para o filme. Aurora conta a história de Leana (interpretada pela atriz Anne Curtis), que vive pacificamente em uma pequena ilha, junto com a sua irmã mais nova, Rita (Phoebe Villamor). A vida pacata das duas muda drasticamente quando o navio Aurora naufraga perto da ilha em que moram, se chocando violentamente contra as rochas e levando consigo muitos passageiros da embarcação.

As autoridades costeiras recomendam que os moradores da pequena ilha não entrem em contato com a embarcação ou tudo o que provir dela. Entretanto, Leana e mais alguns moradores buscam pelos corpos desaparecidos, com o intuito de encontrar algo ou alguém pelo qual eles possam pedir um resgate. Entretanto, a busca de Leana e seus companheiros se mostra infrutífera, já que eles apenas encontram alguns corpos e nada de valioso. Mas nada é tão simples e o navio Aurora pode se transformar em um pesadelo para os moradores da pequena ilha, principalmente para Leana e sua irmã, Rita.

Aurora: O Resgate das Almas custou apenas 3 milhões de pesos e a sua bilheteria mundial ultrapassou os 100 milhões, o que agradou toda a produção. De origem filipina, Aurora é um filme que vale a pena ser visto, principalmente por tratar o terror de uma maneira diferentes, sem sustos e jumpscares, mas com muito terror psicológico.

O Hospedeiro

Juntando uma ótima história com produção excelente, O Hospedeiro pode ser facilmente considerado um dos melhores filmes de terror disponíveis na Netflix, sendo uma ótima opção para quem deseja assistir um bom filme de terror e fugir um pouco do circuito Estados Unidos/Europa, afinal estamos falando de uma produção sul-coeano. O filme foi extremamente elogiado em diversos festivais mundo afora, dando fama quase que instantânea para o seu diretor Bong Joon-ho.

No enredo, conhecemos uma família que vive perto de um rio, trabalhando em um quiosque de alimentação. A família é composta pelo pai idoso, o filho e também a neta, além disso, no círculo da família também conhecemos o desempregado Nam-il e a competidora de arco e flecha Nam-ju. Quando menos se espera, um monstro ataca essa família e leva consigo a menina, que é dada como morta pelas autoridades.

Entretanto a família não desiste de encontrar a menina e parte em busca dela. Ao mesmo tempo, as autoridades sul-coreanas pensam em isolar a área, pois acreditam que o monstro causador do ataque é portador de um vírus mortal. O Hospedeiro é basicamente um filme de monstro e que pode ser considerado uma bela obra do gênero. Como bom todo filme de terror, O Hospedeiro faz algumas críticas da sociedade sul-coreana, como a sua relação nebulosa com os Estados Unidos.

30 Dias de Noite

Misturando vampiros assustadores e uma interminável noite que dura 30 dias consecutivos, 30 Dias de Noite é um assustador filme que consegue assustar seu espectador do início ao fim. O filme se passa na pacata cidade de Barrow, no Alasca, em que os seus moradores se preparam para enfrentar o “30 Days of Night”, uma noite polar que dura o período de um mês. Enquanto o vilarejo se prepara para enfrentar o período de escuridão, um estranho chega no lugar e corta toda a comunicação de Barrow com o mundo exterior.

Quando a noite polar finalmente chega, um acontecimento terrível assola o vilarejo, em que um terrível e sanguinário grupo de vampiros ataca o lugar e inflige o terror total no lugar. Os poucos sobreviventes do massacre, como o xerife Eben Oleson e sua esposa Stella Oleson irão lutar contra a terrível ameaça que se encontra no lugar que moram.

O filme é inspirado nos quadrinhos de mesmo nome, produzido por Steve Niles e Ben Tamplesmith. Sam Raimi, a mente por trás de Evil Dead e produtor da primeira trilogia de filmes do Homem-Aranha é quem assina a produção de 30 Dias de Noite. Custando pouco mais de 30 milhões para ser produzido, 30 Dias de Noite conseguiu facilmente recuperar esse valor, ao fazer uma bilheteria mundial de mais de US$ 75 milhões.

Invasão Zumbi

Os zumbis fazem o imaginário dos fãs do cinema de terror. Os filmes com a temática são queridos por muitos e existem grandes obras que fazem sucesso no segmento. Um dos mais recentes clássicos é o filme Invasão Zumbi, longa sul-coreano lançado em 2016. A principal história do filme nos apresenta a história de um apocalipse zumbi que começa dentro de um trem. O filme frenético mostra a história de Seok-woo um investidor sul-coreano que vive em Seul junto com a filha e a mãe. Ele é recém-divorciado e precisa levar a filha para visitar a mãe, que mora em outra cidade.

Para ir de uma cidade a outra, pai e filha vão de trem. O trem está repleto de passageiros, jovens, adultos, velhos e crianças se espremem nos vagões do trem. Entretanto, a viagem começa a se transformar em um pesadelo quando uma jovem começa a apresentar um comportamento estranho e ataca outras pessoas. Acontece que essas pessoas atacadas passam a imitar a sua agressora, levando a crer que o trem está sob uma infestação de zumbis.

A partir disso, vemos uma luta desesperada pela vida. Pai e filha tentam a todo custo de manter vivos e escapar do zumbis. O filme foi muito bem recebido pela crítica e se transformou em um clássico recente do cinema de terror. Isso também mostra as obras de horror produzidas na Ásia merecem respeito e de lá, saem alguns dos melhores filmes do gênero.

A Colina Escarlate

A assinatura de Guilhermo Del Toro em um filme de terror já mostra que a obra vale a pena ser vista. Isso é o que acontece com o excelente A Colina Escarlate, filme de 2015 e que conta com um premiado elenco. Entre os atores, vale citar nomes como Tom Hiddleston, Mia Wasikowska e Jessica Chastain. A Colina Escarlate vagueia entre o suspense e o horror gótico, o que dá uma atmosfera completamente diferenciada ao filme. A história principal do filme gira em torno de Edith, que está de luto por conta da morte do pai. Ela acaba conhecendo um rico aristocrata, Thomas Sharpe, e os dois acabam se casando. Poderia ser um conto de fadas na vida de Edith, já que ela se casara com um homem que tinha tudo para ser o amor da vida dela.

O marido de Edith viaja para os Estado Unidos, pois ele queria comprar uma máquina que lhe ajudasse a extrair argila do terreno que circunda a sua enorme mansão. Após se casarem, Edith e Thomas vão morar na enorme mansão do magnata e eles tem a companhia de Lucille, a misteriosa irmã de Thomas. Num breve tempo de convivência, Edith acaba percebendo que existe alguma coisa de errada com os dois irmãos, o que pode transformar a vida da jovem num inferno.

A Colina Escarlate faz uma mistura muito boa, pois reúne elementos do terror gótico junto com influências literárias do século XIX. A fotografia do filme certamente é um dos pontos alto da produção, já que o visual torna o filme em uma verdadeira obra de arte. O filme de Del Toro foi lançado em 2015 e recebeu críticas positivas por sua história inovadora.

A Bruxa

De tempos em tempos, surgem filmes de terror que prometem revolucionar o gênero. E recentemente o filme A Bruxa prometeu ser uma dessas produções. Especialistas em história de terror, como o célebre autor Stephen King, apontavam o filme como uma das melhores produções de terror dos últimos tempos. A Bruxa é um dos grandes clássicos do Terror dos últimos anos. O filme teve a sua estreia mundial no ano de 2015 e foi um sucesso de público e crítica.  

No século XVII, William é puritano excomungado de uma plantação cristã na Nova Inglaterra com sua família, a esposa Katherine, a filha Thomasin, o filho Caleb e os gêmeos fraternos Mercy e Jonas - devido ao crime de heresia. Como resultado, a família é exilada e depois de um dia de viagem, eles encontram um pedaço de terra junto à margem de uma grande floresta para começar sua nova vida. Após se estabelecerem em sua nova morada, a família começa a presenciar acontecimentos estranhos e com teor sobrenatural, fazendo com que eles passem a questionar a sua própria sanidade.

O grande mérito de A Bruxa é mexer com o terror psicológico, fazendo com que o filme fique ainda mais aterrorizante. A sensação de isolamento do filme também é algo que melhora a produção, transformando a atmosfera do filme em algo extremamente sombrio e profundo.

O Grito

O Grito é um filme lançado em 2004 e na verdade é um ramake de outro filme japonês. A premissa principal do filme é nos apresentar o conceito de como uma maldição pode nascer quando uma pessoa morre estando em estado de raiva extrema ou uma grande tristeza. As pessoas que encontram essa maldição ficam condenadas a morte e assim, sucessivamente a entidade deixa um rastro de horror por onde passa. A história do filme foca em Karen (interpretada por Sarah Michelle Gellar), que é uma estudante de Serviço Social e que vai para um intercâmbio no Japão, morando com o seu namorado em Tóquio.

Durante o pouco tempo que se encontra em sua nova cidade, Karen é encarregada de cuidar de uma senhora idosa, que sofre de demência, sendo que ela é americana e mora em uma casa tradicional japonesa. Ao chegar em seu novo emprego, ele percebe que há algo de estranho, como se algo de sobrenatural pairasse sobre a casa. Sem querer, ela acaba libertando a maldição que há nesta casa e que acaba assombrando a sua vida e de quem a cerca.

Embora seja um ramake, O Grito é um filme que utiliza muitos dos elementos do material original, o filme japonês Ju-On. Ambos os filmes são dirigidos pelo mesmo diretor, Takashi Shimizu e apresentam a mesma atmosfera sombria que tornou O Grito em um clássico cult entre os filmes de terror.

Raw

Raw é um filme francês de 2016 que causou muita controvérsia em seu lançamento, pois segundo as notícias, muitas pessoas abandonavam os cinemas por não aguentar assistir as cenas fortes que se passavam ali. O filme conta a história de Justine, uma jovem que a muito tempo leva uma vida vegetariana e que acabara de começar seu primeiro semestre na faculdade de veterinária. No trote da turma, ela passa por uma série de humilhações, mas a pior de todas é comer um pedaço de carne crua, mesmo contra a sua vontade.

Ao ser forçada comer esse pedaço de carne crua, Justine passa a criar um gosto peculiar por carne, chegando até mesmo nos extremos de consumir carne humana. o filme foi muito bem aceito pela crítica, em que muitos veículos de renome apontaram Raw como um dos melhores filmes de terror feitos nos últimos tempos. Raw teve sua estreia no renomado Festival de Cinema de Cannes e chocou a platéia com seu horror e história pouco comum.

Comentários