As 12 Melhores Séries de Comédia da Netflix

Imagem do autor Kelen Vargas
Kelen Vargas
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
13/12/2018 5.304 visualizações comentarios

Curte séries de comédia? Saiba que a Netflix está recheada de ótimos títulos do gênero. E para ajudar você a se achar em meio a tantas séries cômicas do catálogo desta renomada plataforma de streaming, nós da Cissa Magazine organizamos uma lista com 12 séries de comédia da Netflix, que vão te fazer dar boas gargalhadas.

Blog Smarts Netflix

Na lista, as séries não estão por ordem de melhores e piores; todos os títulos têm grande relevância entre o público apreciador de comédias de qualidade, bem como a posição na lista não diz respeito a qualidade da série. Selecionamos séries clássicas de comédia, como Friends e um Maluco no pedaço, assim como séries mais atuais que vem conquistando o grande público como (Des)Encanto e Atypical.

A seguir, você vai encontrar títulos de comédia que abrangem o gênero nas mais variadas formas, procuramos acrescentar séries com diferentes cenários e ambientação, a fim de agradar aos mais diversos gostos e preferências; desde humor mais ácidos e reflexivos até os mais superficiais que beiram a insensatez; comédias que abrangem o cotidiano do personagens - as chamadas sitcoms - até as mais irreais, como comédias com zumbis e as fantasiosas animações, a exemplo de Rick and Morty.

Veja também:
→ TVs e Smart TVs 4K: Opções Boas e Baratas para Comprar 
→ Melhores Séries de Terror da Netflix
→ Melhores Projetores Multimídia

É um apreciador do catálogo da Netflix? Então dá uma olhada aqui no Blog da Cissa que está repleto de dicas de séries e filmes para assistir na Netflix. Agora se prepara, porque com certeza, você começa uma nova maratona de séries e risadas ainda hoje!

As 13 Melhores Séries de Comédia para Assistir na Netflix

1. Atypical

Uma série que trata sobre amor, inclusão e empatia com uma boa dose de humor, tratando temas delicados com sabedoria e ótimas construções que rendem uma trama tão engraçada quanto dramática. Atypical nos apresenta Sam (Keir Gilchrist), um jovem de 18 anos, que tem Síndrome de Asperger, dentro do espectro do autismo; condição que, em termos simples e sucintos, o impede de se relacionar com as pessoas com facilidade. Apesar dessas “limitações” a série ainda consegue apresentar uma história comum na vida da maioria dos adolescentes, em meio a situações divertidas, embaraçosas e complicadas no dia a dia dos jovens.

Sam decide que quer ter uma vida social equilibrada, onde vai precisar aprender a melhor lidar com a manifestação do autismo em sua forma de viver; em meio a trabalho, estudos, amadurecimento, ele quer conquistar maior independência familiar e ter uma namorada. Deste ponto em diante, sob a direção de Seth Gordon, somos levados a conhecer uma história de autodescoberta, não apenas por parte de Sam, como também de toda a sua família. Onde todos passamos a questionar o que é ser normal? Quais são os fatores que delimitam quem é ou não “normal” e descobrir a abrangência que essa palavra pode ter.

A série Atypical é original Netflix, já foi renovada para a sua segunda temporada, e assim como o grande sucesso 13 Reasons Why consegue atingir um público de todas as idades, mas principalmente os jovens, devido a sábia escolha de tratar de assuntos sérios em uma linguagem precisa e natural. Diferente de 13 Reasons Why, Atypical opta por tons mais cômicos, mas sem tirar a importância do assunto, através de nuances de drama, bem como de humor. Retratando cenas típicas do cotidiano de toda família - em seu próprio modo.

2. (Des)Encanto

Matt Groening , criador do fenômeno Os Simpsons, nos presenteia agora com a nova série (Des)Encanto, digna de sua forma fantasiosa em fazer referência às mazelas da nossa realidade, bem como seus consagrados estilos de representar os personagens, tanto na forma física, quanto na personalidade, desta vez inseridos em um cenário medieval.  Na série (Des)Encanto a trama se desenvolve em torno da excêntrica princesa Bean, seu demônio pessoal Luci e de Elfo, o melhor amigo da princesa.

Groening como ótimo criador de histórias repletas de ironia e humor - por vezes ácido - afirma: “Meu objetivo é chegar àqueles que se ofendem e fazê-los rir. Embora ainda discordemos, se eu os fizer rir considero uma vitória criativa”. Muito bem feito por sinal, ao nos apresentar um princesa nada típica, que se importa mais com sua cerveja gelada do que com  as convenções sociais - aos olhos de muitos que já assistiram a recente primeira temporada, jamais fora visto princesa mais sábia.

Vale acrescentar que a série além de proporcionar ótimos momentos ao assisti-la ainda rende vários e bons memes para renovar o bom humor de nossas redes sociais, seja no Facebook, Twitter ou mesmo no Instagram. (Des)Encanto é um ótimo e divertido entretenimento que pode ser consumido em uma única maratona pelos mais ávidos em fazer maratonas de séries na Netflix; é uma animação transformadora de opiniões, progressista, ótima em se desfazer de moldes e questionar padrões.

3. Brooklyn Nine-Nine

Em Brooklyn Nine-Nine somos convidados a soltar gargalhadas com os acontecimentos envolvendo o  distrito policial mais divertido de Nova York. Antes de mais nada, vale contextualizar que a série se sai perfeitamente bem em fazer um ótimo humor mesmo quando envolve minorias, sabendo fazer rir sem precisar apelar para tons pejorativos. Agradando ao grande público, tal como a crítica, a série Brooklyn Nine-Nine se passa em uma delegacia no Brooklyn, onde os funcionários têm suas rotinas desvendando crimes, prendendo bandidos e claro, discutindo entre si. Esse grupo disfuncional de servidores da lei tem seus dias de “glória” e ações corriqueiras contados quando o severo Capitão Raymond Holt assume o controle da delegacia.

Sendo ambientada em uma delegacia policial, a série Brooklyn Nine-Nine consegue abordar questões sociais, tratando as mesmas sem deixar o ar muito pesado, levando para o lado do humor inteligente, e ainda assim conseguindo passar boas mensagens e temas precisos ao telespectador. O elenco conta com grandes e ótimos nomes do entretenimento e cinema, mas vale mencionar - sendo ainda um ótimo motivo para assistir a série - a presença de Terry  Crews, o eterno Julius, ou melhor, o pai do Chris, na série Todo Mundo Odeia o Chris - dando vida ao carismático, amável e hilário Jeffords.

Brooklyn Nine-Nine é tida como uma das melhores séries da atualidade, referenciando e fazendo humor com elementos de séries famosas do gênero policial, como  Law & Order, CSI, Criminal Minds, Rookie Blue, Chicago P.D. e muitas outras. Em meio a diversidade de personagens, que fluem de forma orgânica, a série respeita os limites das particularidades de cada um, em meio a melhor forma de humor, deixa claro mensagens importantes nos dias atuais.

4. Rick and Morty

A série Rick e Morty disponível no catálogo da Netflix, é atualmente a comédia favorita e que mais agrada um público com média de 18 a 30 anos de idade. O desenho nos faz viajar completamente em meio a tantos absurdos vividos por uma dupla épica; onde acompanhamos as nada habituais façanhas, entre descobertas e criações de um cientista brilhante, tanto quanto pirado, acompanhado de seu neto não tão brilhante, que imergem em  aventuras perigosas e surreais pelo Multiverso.

Rick and Morty, sob a direção de Dan Harmon e Justin Roiland, abrange uma ótima comédia em meio a uma aventureira trama de ficção científica. E não mede esforços para escrachar fortes opiniões e pontos de vista que questionam estruturas da nossa sociedade, como família e sistema de ensino, por exemplo, bem como fazer uso de um humor ácido em relação a mais um monte de fatores básicos da sociedade contemporânea.

A estética é maravilhosa,  a forma e figuras de linguagem melhores ainda, fazendo de Rick and Morty um dos melhores desenhos animados da atualidade.  Já conta com três temporadas, e as duas primeiras você já pode conferir na Netflix; se você aprecia uma boa e divertida animação, Rick e Morty é uma ótima pedida. A série está recheada de referências das mais diversas obras cinematográficas, e nem precisa ter grandes dotes cinéfilos para captar muitas delas, a exemplo, o clássico De Volta Para o Futuro (1985) inspirou vários elementos presentes na obra, perceptíveis em vários momentos na narrativa da animação.

5. The Good Place

A série The Good Place vai nos apresentar uma jovem chamada Eleanor (Kristen Bell), que depois de morrer, descobre estar na vida após a morte. Mas as descobertas não param por aí! Pois logo ela entende que está naquele “Lugar Bom” por engano, e que suas ações enquanto mortal não a fazem digna de estar ali. Para não ser enviada ao “Lugar Ruim” Eleanor precisa conseguir esconder a verdade de seu mentor Michael (Ted Danson), bem como, determinada a tentar se tornar uma pessoa melhor.

Criada por Michael Schur, a série The Good Place por muitos já ganha o título de uma das séries mais inteligentes da Netflix, tendo como ponto forte a construção de ótimos diálogos que envolvem questões filosóficas; as discussões são estruturadas de forma perspicaz, com ótimas tiradas e reflexões, mas principalmente muitas risadas. Se você gosta de um humor inteligente, muito bem feito, sem apelações escrachadas, corre pra conferir as 2 temporadas da série na íntegra no catálogo da Netflix.

Não podemos deixar de falar do elenco, que magistralmente adiciona o brilhantismo que vem sendo ovacionado na série The Good Place. A diversidade dos personagens é um dos pontos chave na trama, já que a mesma vem sempre tratando o que é ser uma boa pessoas e realizar boas ações. O “Bom Lugar” está cheio de pessoas que fizeram ações merecedoras de estarem ali. Pois ser uma pessoa boa independe de cor, gênero ou orientação sexual.

6. Friends

Nem só de novos títulos vive àquele que quer dar boas risadas em frente a tela, por isso a premiada sitcom Friends não poderia ficar de fora da nossa lista com as melhores séries de Comédia da Netflix. A série ficou no ar de 1994 a 2004, totalizando 10 incríveis e hilárias temporadas, nas quais acompanhamos o cotidiano de seis amigos, vivendo situações comuns, tal como algumas bem inusitadas, envolvendo fatores como amizade, amor, namorados, namoradas, trabalho. Destaque para as típicas e consagradas cenas no Central Perk, café que os amigos costumam frequentar, e ainda, uma das mais conhecidas trilha sonora e música de abertura "I'll Be There for You"; mesmo que você não tenha assistido a série, provavelmente já escutou alguma vez essa música.

Estrelando David Schwimmer, Courteney Cox, Matthew Perry, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc e Jennifer Aniston - respectivamente Ross, Mônica, Chandler, Phoebe, Joey e Rachel - dão vida ao grupo de amigos mais amados de uma série televisiva. Proporcionando as mais variadas formas de humor - caótico, fácil, às vezes superficial, às vezes mais reflexivo, fazendo rir ainda com elementos libidinosos, analíticos, filosóficos, enfim, as mais variadas formas de sátiras e ironias, constroem um ótimo humor, em volta de pessoas “comuns” com diferentes personalidades.

Friends é uma daquelas produções artísticas que nunca enjoam e que sempre farão parte dos preferidos do público, é uma série atemporal, que conquistou e ainda conquista públicos de diferentes idades. É aquela série para ser revista com frequência, que nunca perde a graça. Os episódios são curtinhos, envolvendo o telespectador em torno de 20 minutos, mas tão bons que nos fazem quase maratonar as 10 temporadas de uma vez só.

7. Santa Clarita Diet

O tema zumbi de uma forma inusitada e totalmente cômica é o ponto chave da série Santa Clarita Diet. Drew Barrymore estrela dando vida a Sheila, casada e com uma filha; depois de uma sequência de acontecimentos inesperados ela vira uma zumbi, diferente do comum visto em filmes e séries que envolvem mortos vivos, Sheila mantém sua consciência e aparência “normais” , mas com o desejo e necessidade de comer carne humana.

A mais nova e peculiar necessidade alimentar de Sheila vai mexer com a vida de sua família, seu marido Joel (Timothy Olyphant) e sua filha Abby (Liv Hewson). Eles passam a ter que desenvolver suas atividades rotineiras, atreladas às necessidades zumbis, o que nos rende as mais hilárias situações, cheia de sátiras e ironias em relação ao modo de “viver” de um zumbi, e as cenas bizarras, não necessariamente envolvem esse fator, às vezes situações comuns podem ser bem estranhas, mesmo que você não seja um zumbi.

Criada pelo roteirista Victor Fresco, este seriado de humor segue uma construção interessante; com episódios curtos, acompanhamos uma trama divertida de adaptação a um novo estilo de vida, bem como a busca por respostas a respeito dos mistérios do que fez com que a protagonista acabasse em tal condição. Ambientada na realidade de uma família comum americana, mas com cenários absurdos e irreais, que proporcionam momentos engraçadíssimos.

8. Bojack Horseman

Em uma realidade onde seres humanos e animais antropomórficos vivem em comum existência, a série nos apresenta Bojack Horseman, um cavalo/homem que fora um ator famoso em uma série dos anos 90, agora, esquecido, resolve fazer uma volta triunfante ao estrelato através de uma biografia. Com um humor bem inusitado, tem como plano de fundo críticas ao mundo das celebridades, através de sátiras e tiradas perspicazes, a animação é uma das produções originais mais divertidas da Netflix.

Bojack Horseman, Raphael Bob-Waksberg, consegue nuances entre um humor inteligente, crítico e ácido. A narrativa é uma experiência extremamente  nonsense, o que é o ponto central da série, já que, de forma divertida, mistura espécies distintas, ambas não menos excêntricas. A primeira vista, apesar de cômico, pode ser estranho, mas depois que você se acostuma com a temática, tudo consegue ficar ainda mais engraçado do que as primeiras impressões.

A série Bojack Horseman está repleta de piadas e trocadilhos envolvendo toda a rede Hollywoodiana, no meio de muita loucura, consegue passar boas lições. No decorrer dos episódios, o tom pesado da trama vai se desenvolvendo e nos fazendo compreender o sentido de tudo que é apresentado, sempre através de tiradas e situações hilárias.

9. That ‘70s Show

Através de 8 temporadas, com um total de 200 episódios, a série That ‘70s Show teve sua estreia no final da década de 90, mas tem sua trama ambientada na década de 70. Ao que acompanha um grupo de amigos adolescentes que vivem na fictícia Point Place e contempla temas e elementos que estavam passando por certa ascensão na época, como liberação sexual, uso de drogas, dificuldades econômicas, feminismo e mais alguns fatores sócio-políticos. A criação da narrativa traz como responsáveis Mark Brazill, Bonnie Turner e Terry Turner; a série foi responsável por colocar atores como Ashton Kutcher, Mila Kunis e Laura Helene Prepon no radar e gosto popular, bem como em futuras e famosas obras cinematográficas.

Eric Forman Kelso, Hyde, Fez, Jackie e Donna são seis amigos que vivem sua vidas rotineiras, meio hippies, no estilo anos 70 de ser. Muito da trama se passa no porão da casa de Eric, onde eles costumam trocar ideias, fazer festas, namorar e por vezes consumir drogas. O jovem elenco e as situações que protagonizam conquistaram o grande público logo na primeira temporada, e nas temporadas seguintes só fez aumentar seu público, se tornando uma sitcom de grande sucesso que repercute até os dias de hoje. Com um humor atemporal, tendo como plano de fundo temas sociais presentes em nosso cotidiano até hoje.

Vale dizer ainda que a série That ‘70s Show conta com uma trilha sonora maravilhosa, tem muito rock, bem como o famigerado Disco. Falando em música, a partir da do 5º ano, os episódios têm nomes de músicas de bandas que fizeram sucesso nos anos 70, como Led Zeppelin, Rolling Stones e Queen. A série que durou de 1998 a 2006 fez uma geração de jovens adultos rirem, se identificarem e rirem mais um pouco, está disponível no catálogo na Netflix e sua fórmula de humor ainda funciona muito bem, pode conferir.

10. Grace and Frankie

Está aclamada série de comédia tem um ponto de partida bem inusitado; após seus maridos pedirem o divórcio para se casar um com o outro, Grace e Frankie - que possuem personalidades distintas - se veem em uma amizade que vai nos render ótimos momentos cômicos. Estrelando Jane Fonda, Lily Tomlin e Martin Sheen, sob a criação de Marta Kauffman e Howard J. Morris, a série Grace and Frankie vai abordar temas bem interessantes que inclinam-se a sexualidade e independência na terceira idade.

Grace é mais séria, seu estilo de roupas, bem como sua discrição e certas frustrações decorrentes do que viveu por anos com seu marido, deixam isso claro. Já Frankie é descontraída, com seu estilo hippie e excêntrico diverge dos pensamentos de Grace. Mas é aí que mora o ponto alto da trama, ambas se descobrindo, aprendendo uma com a outra, tentando encontrar algo que faça sentido em meio a tantas peripécias da vida.

Os maridos delas Robert (Martin Sheen) e Sol (Sam Waterson) também merecem reconhecimento, seus papéis na trama nos rendem momentos super interessantes. Grace and Frankie é uma produção original Netflix, que através de um tom humorístico e situações cômicas, abrange situações reais e as mazelas da vida de pessoas de mais idade, mas sem perder a modernidade e o tato em tratar assuntos que circundam o tema da narrativa.

11. Unbreakable Kimmy Schmidt 

Unbreakable Kimmy Schmidt é uma série de comédia original da Netflix, a premissa não tem erro em proporcionar cenas cômicas - Após 15 anos sequestrada por uma espécie de seita apocalíptica, Kimmy (Ellie Kemper) é resgatada, e volta a se adaptar em um mundo que ela acreditava nem existir mais, tentando retomar, ou melhor, recomeçar sua vida na agitada Nova York.

Sua perplexidade e, por vezes, ingenuidade são os melhores elementos chaves para proporcionar situações engraçadíssimas. A série  Unbreakable Kimmy Schmidt consegue abordar de forma leve e descontraída, ainda assim, de modo preciso e inteligente temas de gênero racial, LGBT, sexismo, entre outros subsequentes.

A série chega ao fim na sua quarta temporada, todas disponíveis para assistir na Netflix. A trama é certeira em proporcionar um humor ácido e inteligente. Destaque para o maravilhoso Titus, aspirante a performer da Broadway, sendo um personagem que leva a trama a um novo patamar de qualidade em representatividade, exalando cenas cômicas de qualidades.

12. Master of None

Para fechar com chave de ouro a nossa lista com as melhores séries de comédia da Netflix, trazemos a premiada Master of None. Onde, em meio a um eclético grupo de amigos, Dev Shah (Aziz Ansari), um homem de 30 anos de idade, busca alavancar sua carreira de ator, tal como sua vida amorosa.  Criada pelo próprio Aziz Ansari, a trama busca fazer com que jovens que cresceram na década de 1990 e hoje encaram a vida adulta se identifiquem com a história, que junto a comédia, carrega um pouco do gênero de drama.

Temas que inclinam-se a conflitos familiares, empregos bons e estáveis, relacionamentos tempestuosos, o medo de envelhecer e demais fatores recorrentes da famigerada crise da meia idade são debatidos na série Master of None, por meio de situações divertidas e muito bem construídas.

A série de fato busca se relacionar diretamente com a nossa realidade, tanto na estrutura do enredo, quanto quando mostra as marcas famosas de produtos consumidos em cena, sem nomes e rótulos fictícios, mas sim, do mundo real; dentro muitos outros elementos, ainda fazem uso de redes sociais como Snapchat e Twitter; e as diversas citações e referências as próprias séries que integram o atual  catálogo da Netflix, como Blacklist, Unbreakable Kimmy Schmidt e Sherlock.

Comentários