As 30 Melhores Séries de Drama para Assistir na Netflix

Imagem do autor Kelen Vargas
Kelen Vargas
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
30/05/2019 30.956 visualizações comentarios

O drama é capaz de juntar ação, suspense, mistérios, humor, romance e levar tudo a um novo patamar, bem como cheio de tensão, aflição e emoção.

Com isso em mente, se pararmos para pensar, o drama pode estar em qualquer obra cinematográfica, seja de forma sutil ou fazendo jus ao seu significado mais profundo.

Blog Smarts Netflix

Agora, o nosso tema é séries, mais precisamente séries de drama da Netflix, o que nos leva por um vasto catálogo, com as mais diversas opções.

Na Netflix tem drama de tudo quanto é tipo, inserido em tramas ambientadas nos mais diversos cenários. Tem narrativa dramática de ficção científica, de ação, de aventura, de super heróis, política, devastação mundial, espaço sideral, viagens no tempo e muito mais!

Para te ajudar a achar os melhores em meio a tantos títulos, é que separamos as 30 melhores séries de Drama da Netflix, a fim de impedir que a sua busca por algo que lhe agrade se torne mais fácil e não faça de você o protagonista de uma história dramática.

Confira, a seguir, as séries de Drama que mais fazem sucesso na Netflix.

Veja também:
→ Melhores Séries de Ficção Científica para Assistir na Netflix
→ Melhores Séries de Comédia da Netflix
→ Melhores Séries de Terror da Netflix

>> Vale um adendo: As séries não estão em ordem de melhores e piores, todas acarretam uma ótima audiência, bem como entregam propostas diferentes entre si, tendo em comum o drama em suas narrativas. Divirta-se!

As 30 Melhores Séries de Drama para Assistir na Netflix

1. Coisa Mais Linda

Empoderamento feminino na nova e original série Netflix, a produção brasileira Coisa Mais Linda nos leva a uma viagem no Rio de Janeiro, na década de 1950, ao som da Bossa Nova.

Com uma narrativa, inteligente, necessária e muito bem desenvolvida, Coisa Mais Linda faz enfoque ao papel da mulher na sociedade - a luta de quatro mulheres para ocupar seu espaço na sociedade.

No caso da protagonista Malu (Maria Casadevall) que, ao se ver desamparada pelos homens dos quais dependia, vai deixar aflorar suas vontades e aspirações e conquistar seu lugar à seu modo, lidando com situações que vão desde relacionamento amoroso à vida profissional.

Claro que as nuances de drama estão presentes por toda a trama, com um premissa dessa também pudera. Mas Coisa Mais Linda ainda consegue oferecer muito mais, um experiência em tanto, um entretenimento que encanta e emociona.

Vale ressaltar uma sonoridade impecável, tal como ambientação e figurinos que dão um show na construção da série Coisa Mais Linda, fazendo jus a uma Rio de Janeiro dos anos 50.

2. Você

Considerado um dos melhores dramas no atual catálogo da Netflix, a série Você (no original You) vem se fazendo ser notada com uma premissa instigante e um desenrolar de fatos completamente envolvente.

A narrativa da série Você é inspirada no romance homônimo de Caroline Kepnes, na qual acompanhamos os passos de Joe Godlberg (Penn Badgley), a primeira vista um peculiar funcionário de uma livraria, mas que em paralelo é um verdadeiro stalker. Neste ponto, obcecado por uma aspirante a escritora, Guinevere Beck (Elizabeth Lail).

A série conta com 10 episódios e, basta os primeiros minutos do primeiro episódio para te convencer a continuar e envolver em uma trama instigante, cheia de mistérios, meias verdades, romance (?) e obsessão, um dramalhão dos melhores.

Quando a paixão de  Joe por Guinevere passa a se tornar uma obsessão e ele começa a eliminar todo e qualquer obstáculo em seu caminho que possa “atrapalhar o romance”, as proporções que a trama toma nos prendem e fazem maratonar a série toda de uma vez só. Tá procurando um título dos bons na Netflix? Não hesite e dê play na série Você.

3. The Society

Recente produção Netflix, The Society é um drama adolescente, com muito mistérios e lacunas que nos fazem querer preenchê-las a todo momento com o passar da trama.

A trama parte de um grupo de adolescentes que, sem saber, são misteriosamente transportados para uma réplica da cidade onde viviam, sem seus pais e nem qualquer outra supervisão adulta.

Neste ponto, eles terão que formar uma nova vida em sociedade, lidar com as diferentes opiniões, caráter e ética, ao mesmo tempo em que buscam respostas para o que os fez estar nessa situação.

Capitalismo e socialismo, ditadura e democracia, como manter a ordem e evitar o caos? The Society muito mais do que querer explicar o porquê dos jovens estarem isolados, nos coloca frente a refletir sobre certas situações, como disputa de poder; o que acontece quando os jovens ficam sem supervisão? Não há a quem recorrer, nenhum adulto para impor regras? O que se faz agora?

Bem, a resposta depende de personagem para personagem que nos são apresentados em tela. E como eles vão lidar com tudo isso é o que nos rende uma ótima série para assistir, com nuances de suspense e drama que dão forma a uma instigante e inteligente trama.

4. Alto Mar

Uma trama de mistérios e drama das melhores toma forma na série Alto Mar, apresentando uma narrativa instigante, que vem conquistando os assinantes da plataforma de streaming.

Ao pesquisar pelo título Alto Mar na Netflix, você encontra a seguinte descrição: “Duas irmãs descobrem segredos familiares perturbadores depois de uma série de mortes misteriosas em uma viagem de navio entre a Espanha e o Brasil nos anos 1940”.

E quando “alguns segredos são mais profundos que o oceano” (parafraseando um dos personagens da série), somos levados por meio de uma trama tensa, com descobertas e revelações que nos faz querer ver mais e mais e ansiar para entender o desfecho de tudo.

Uma série com camadas, tanto na trama, quanto os personagens, sendo nos apresentados de forma perspicaz, com uma narrativa muito bem construída que prende o telespectador em frente à tela.

5. The OA

Uma série instigante, que parte de uma premissa simples - mas intrigante - e consegue uma narrativa que chega a ser poética, com um drama construído junto ao mistério do desconhecido, que vai se revelando ao telespectador de forma sutil e inteligente.

Isto é apenas a premissa da preciosidade que é a série The OA, uma produção original Netflix, que tem duas temporadas e já encaminha para uma terceira.

Na trama, acompanhamos algumas pessoas que, confusos com seus problemas pessoais, encontram certa esperança na misteriosa Prairie (Brit Marling) - uma garota cega que desapareceu e retornou anos depois com a visão recuperada. Qual a explicação por trás disso tudo?

A série é complexa, mas consegue se fazer entender, de forma perspicaz e inteligente, consegue nos levar a acompanhar a história, mesmo que seguindo uma linha de tempo não contínua. Com elementos sobrenaturais, The OA consegue se conectar com a realidade e ainda passar mensagens interessantes.

Não há como simplesmente explicar a série The OA, esta é uma obra que deve ser vista e interpretada, onde um único ponto, pode ser a partida para diferentes visões.

6. Anne With an E

Produção que integra o catálogo original Netflix, a série Anne With an E nos leva a acompanhar a história da órfã Anne Shirley (Amybeth McNulty), que fora adotada por engano por um casal de irmãos, para ajudar nos trabalhos da fazenda. Anne é uma garota encantadora, com modos e formas de pensar peculiares em relação a tudo o que a cerca.

Anne With an E é uma série ambientada no século 19, mas sua trama é mais que atual, recheada de temas super necessários. A narrativa, através da carismática personagem Anne, aborda temas como feminismo, bullying, preconceito, nos faz refletir sobre o conceito de ‘família” e demais assuntos tabus que circundam nossa sociedade atual.

A história é baseada no livro "Anne de Green Gables", sob a produção cinematográfica de Moira Walley-Beckett, somos telespectadores de uma história fantástica onde, no decorrer da série, Anne com a sua forma única de ver o mundo, vai mudar a vida de todos a sua volta, bem como daquele em frente a tela.

7. Sense8

Oito pessoas ao redor do mundo, com diferentes personalidades, pertencentes a diferentes culturas e modos de vida, se veem ligadas mentalmente. Onde passam a compartilhar entre si sensações, pensamentos, habilidades e experiências, de modo que desafia a razão e o conhecimento que temos da mente humana até o momento.

Em meio a descobertas e acontecimentos inesperados, os oito estranhos terão que achar um jeito de sobreviverem àqueles que os caçam, a fim de exterminá-los, por serem considerados uma ameaça à ordem do mundo.

O trocadilho que dá nome a série, merece um esclarecimento, basicamente, o som que a pronúncia Sense8 tem, é o mesmo da palavra inglesa Sensate, que significa alguém consciente, com apelos sensoriais - tudo haver com o ambiente que a série circunda.

Uma série para expandir a mente, Sense8 trata de questões sociais, psicológicas e existenciais, de forma nua e crua. Traz uma trama que passa longe do estereótipos hollywoodianos, é ousada e minuciosa, complexa, mas que se faz entender.

8. Lemony Snicket - Desventuras em série

Baseada na história da série de treze livros escrita por Lemony Snicket, Desventuras em série nos leva a conhecer a história dos órfãos Baudelaire - Violet, Klaus e Sunny.

Após a triste morte de seus pais, os jovens Baudelaire terão que enfrentar as dificuldades que os esperam, principalmente no que diz respeito àqueles que podem ser seus tutores. Sem esquecer é claro, da ameaça constante que é Conde Olaf.

Conde Olaf é um vigarista que quer a todo custo ficar com a herança dos jovens irmãos, que fora deixada por seus pais. Nesta série da Netflix, Conde Olaf brilhantemente ganha vida através do ator Neil Patrick Harris.

Outro renomado ator que já interpretou o papel do vilão foi Jim Carrey, na versão que os livros ganharam para o cinema, em um longa que conta a história dos jovens inteligentes irmãos Baudelaire.

Em suas jornadas para salvar suas vidas e encontrar um lar para morar, Violet, Klaus e Sunny vão descobrir segredos de seus pais, desconhecidos por eles até então, conhecer parentes peculiares e viver as mais diversas e perigosas aventuras. A série já possui três temporadas que você pode conferir na íntegra no catálogo da Netflix.

9. Stranger Things

Aclamada série que vem somando cada vez mais fãs, agrada ao grande público, bem como a crítica, com sua espetacular trama que une mistério, terror, fantasia, ficção científica e claro, um bom drama.

Stranger Things parte do ponto em que Will, um jovem menino, desaparece da noite para dia, sem deixar pistas. Em busca de respostas, a família e os amigos do menino vão acabar em meio a acontecimentos sinistros, envolvendo experimentos secretos, criaturas monstruosas, forças sobrenaturais e se deparar com uma menina.

Esta menina atende pelo nome de “Eleven” - onze em tradução para o português - e possui características bem peculiares, tem conhecimento de coisas que podem ajudar a descobrir o paradeiro de Will que, não é spoiler dizer, envolve mundos paralelos, ou melhor, o misterioso Mundo Invertido.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar nessa série, ou ao menos visto algo relativo a história de Stranger Things circulando pelas redes sociais e, caso ainda não tenha assistido, recomendamos que não hesite em dar play e se deixar levar pela maravilhosa e envolvente história dessa série, que vem conquistando fãs em todo o mundo, tal como de todas as faixas etárias.

10. Narcos


Baseada em história real, Narcos retrata a história dos maiores cartéis colombianos, mais precisamente o Cartel de Medellín, liderado por Pablo Escobar - que durante as décadas de 80 e 90 ficou conhecido mundialmente pelo seu mais que lucrativo negócio, o tráfico de drogas .

Estrelada pelo renomado ator brasileiro Wagner Moura, Narcos é um aglomerado de importantes informações históricas, que envolve não apenas a américa latina, mas também a grande potência mundial, vulgo Estados Unidos.

A série Narcos é uma produção original Netflix que, nos leva a saber um pouco mais do que foi a vida do homem que já recebeu títulos como "o senhor da droga colombiano", “Rei da Cocaína” e títulos semelhantes que remetem a sua bem sucedida “carreira”. Tal qual sua enorme influência sobre a cidade de Medellín, que o levou a controlar até mesmo a política e governo do lugar, não necessariamente de forma limpa - bem longe disso, na verdade.

Busca mostrar de forma realista as origens e ascensão do narcotráfico liderado por Escobar, Narcos capricha em abordar e retratar conflitos políticos, civis e a omissão dos governos perante aos acontecimentos.

Em meio a violência, através de cenas que não prezam pelo glamour, surge a representação de um história que aborda debates e divide opiniões.

Blog Categoria SmartTV

11. 13 Reasons Why

A série original Netflix que vem dando o que falar, já tem duas temporadas para chamar de sua e caminha para uma terceira.

Na trama, acompanhamos o drama que se dá após o suicídio de Hannah Baker, que deixa fitas endereçadas a serem enviadas para àqueles que, de alguma forma, foram “responsáveis” por ela ter se matado.

O ponto de partida da trama é quando Clay Jensen, colega de Hanna, recebe a caixa de fitas e, a partir daí, acompanhamos Clay em uma jornada de descobrir os motivos que levaram Hanna a cometer suicídio, será que ele é um deles? A partir de que argumentos podemos considerar alguém culpado pelo suicídio de outra pessoa?

13 Reasons Why busca retratar acontecimentos comuns em escolas, principalmente na fase do ensino médio, a realidade das cenas, por vezes choca e não é uma série fácil de se assistir.

Retratando temas como bullying, estupro, difamação, bem como diversos outros tipos de violência - seja física ou psicológica - se tornando uma série fenômeno da Netflix e causando polêmica nas redes sociais.

12. The Crown

Ao selecionar o título The Crown na Netflix,  aparece a seguinte sinopse: “Esta série dramática segue a política, rivalidades e relacionamentos da rainha Elizabeth II, e os eventos que fizeram a história”. Premissa de um show encantador que é um prato cheio para aqueles que apreciam saber mais sobre o que circunda a história da realeza britânica.

Criada por Peter Morgan, a série The Crown segue uma trama ambientada após o término da Segunda Guerra Mundial, retratando histórias internas ocorridas por trás das luxuosas paredes do palácio de Buckingham e 10 Downing Street.

The Crown parte do casamento da Rainha Elizabeth II em 1947, decorrendo até os dias atuais. Abordando de forma respeitosa as especulações que envolvem romances, intrigas, planos e ações, que moldaram a história da segunda metade do século XX.

Destaque para a fotografia encantadora, bem como roupagem, ambientação e cenários magníficos, que conseguem expressar toda a luxúria da Realeza Inglesa. The Crown ainda ganha destaque por seu majestoso elenco, principalmente a rainha, interpretada pela atriz Claire Foy.

13. La Casa de Papel

La Casa de Papel é uma série que apresenta uma trama com um drama novelão, combinado a um thriller de ação da melhor qualidade.

Mais um sucesso arrebatador da plataforma de streaming Netflix, La Casa de Papel traz a história eletrizante de um plano para assaltar a Casa da Moeda da Espanha.

A ideia é encabeçada por um homem inteligente tanto quanto intrigante, que atende pelo codinome de Professor, que bola um plano genial para assaltar a Casa da Moeda da Espanha, para isso, ele minuciosamente recruta 8 criminosos para lhe ajudar a colocar o plano em ação.

O plano é milimetricamente planejado, todos os indivíduos que integram a equipe de assalto passam por um treinamento fenomenal, para que nada dê errado. E é nesse ponto onde a tensão e o suspense acompanham o telespectador, levando em consideração que se algo der errado, tudo vai por água abaixo.

Uma ideia que beira o absurdo,  mas que bem executada pode entrar para história. Qual será o desfecho? La Casa de Papel integra o time das séries mais assistidas da Netflix, disponível na íntegra na plataforma.

14. 3%

Série brasileira de drama e ficção científica, original Netflix, 3% é ambientada em um futuro, no qual a sociedade humana é dividida entre elite e miséria.

A série acompanha um grupo de jovens que passam por um processo para sair da parte decadente e viver no conforto do Maralto - onde se encontra desenvolvimento e prosperidade. O ponto chave? Apenas 3% dos jovens serão selecionados.

O diretor brasileiro de 3% Pedro Aguilera consegue agregar em sua obra muito da nossa realidade, retratando mazelas sociais e políticas do Brasil - em um cenário distópico, consegue apresentar algo bem real.

Estrelando Bianca Comparato, João Miguel e Michel Gomes, a série 3% é super envolvente e nos leva a acompanhar uma trama que se desprega do bem ou do mal, dando um rumo muito mais complexo, onde ficção científica e realidade caminham lado a lado, por vezes “dando as mãos”, de forma bem sutil, mas perceptível.

15. Demolidor

Integrando a franquia de séries do mundo Marvel, Demolidor é a adaptação das HQs de mesmo nome.

A série original Netflix vem agradando aos usuários da plataforma, ao dar vida ao justiceiro Matt Murdock, de forma inteligente, sendo fiel à sua personalidade, bem como “poderes”, assim como o material fonte o apresenta.

Cego em função de um acidente que sofrera ainda criança,  Murdock com seus demais sentidos aguçados, luta contra crimes na cidade de Nova York, de dia como advogado e a noite como o que conhecemos por Demolidor. Como dito no Trailer: A justiça é Cega. Abro um parênteses para dizer que essa frase nunca fez tanto sentido como nesta série.

Advogado diurno, vigilante justiceiro noturno, também conhecido como o Homem Sem Medo, não é um “Herói” típico da Marvel, os crimes por ele combatido são mais reais, menos distópicos, tal qual a trama das demais séries que integram este estilo da Marvel, como Jessica Jones, Punho de Ferro e Luke Cage.

A fotografia é incrível, principalmente no que diz respeito aos planos noturnos; Charlie Cox - ator que faz o personagem Demolidor, arrebenta e dá um show de interpretação, dando vida ao justiceiro através de uma fidelidade inigualável às características do personagem. Demolidor tem o toque especial do drama e tensão, que faz-se presente nas melhores obras do gênero.

Blog Categoria Notebook

16. Orange Is The New Black

Original Netflix, Orange is the New Black é uma série de comédia dramática, é mais um dos grandes sucessos da plataforma - sendo uma série aclamada por grande parcela de usuários da plataforma, bem como pela crítica especializada.

Na série, acompanhamos Piper Chapman, que por causa de um crime no qual esteve envolvida no passado, agora acaba em uma penitenciária feminina.

Sem conhecer nada sobre o meio no qual está inserida agora,  Chapman terá que aprender a se virar no seu mais novo estilo de vida na penitenciária Litchfield. Onde, vai passar a se conhecer tão bem quanto conhecer suas companheiras sem “papas na língua” - nem pudor.

Orange Is The New Black é uma série que aborda assuntos universais, com um elenco de mulheres fortes, tal qual as personagens por elas interpretadas.

O trunfo de uma série maravilhosa, protagonizada por mulheres ainda mais, consegue fazer rir, emocionar e refletir. Estrelando Taylor Schilling, Laura Prepon, Uzo Aduba, Tiffany Doggett e Nicky Nichols.

17. Jessica Jones

Dentro do universo Marvel, Jessica Jones é muito mais humana do que a “heroína” que as suas capacidades sobre-humanas poderiam fazê-la ser.

A personagem não luta por um bem maior, nem mesmo usar seus superpoderes ela quer, mas isso não significa que os problemas não cheguem até ela e atrapalhem seus planos de viver uma vida “normal”.

A série Jessica Jones ganha cenários sombrios, tendo como personagem central alguém que é gente como a gente, ou quase isso. Cheia de traumas passados que a atormentam frequentemente, Jessica Jones ainda consegue portar uma personalidade forte - sarcasmo é praticamente um de seus super poderes.

Uma série que integra as maravilhosas obras Marvel, mas que vai na contramão de histórias de super heróis que só fazem querer salvar tudo e a todos a sua volta.

Interpretada pela carismática Krysten Ritter, Jessica Jones ainda usa a bebida como escape para as desgraças que a assombram, uma mulher forte em todos os sentidos, mas isso não significa não poder ser afetada psicologicamente.

18. Punho de Ferro

Integrando o supergrupo Marvel, Punho de Ferro é ambientado no mesmo universo que Luke Cage, Jessica Jones e Demolidor.

A narrativa segue o ponto em que Danny Rand volta depois de anos, para retomar seu lugar na empresa que lhe é de direito, fato este que sucede o acidente de avião que Danny sofreu com seus pais, sendo ele o único sobrevivente.

Resgatado e treinado por uma comunidade de Monges, Danny então desenvolve o poder que vai lhe fazer ser o justiceiro Punho de Ferro. Agora, de volta a civilização de Nova York, Danny vai nos proporcionar ótimas cenas cômicas em meio a sua reintegração.

Danny Rand ganha vida através de Finn Jones, ator que ganhou reconhecimento do grande público ao interpretar Sor Loras Tyrell, na série Game of Thrones.

Iron Fist (título Original) pode ser considerado a série mais mágica que integra o time de Defensores das séries Marvel. Também ganha um ritmo mais lento no desenvolvimento da trama, mas não menos envolvente e com ótimas cenas de ação.

Punho de ferro arrasa nas cenas de artes marciais, com planos muito bem coreografados que enchem os olhos daquele em frente a tela, tal como os efeitos especiais harmonizados a uma fotografia belíssima.

19. Luke Cage

Força sobre humana, balas de armas de fogo não são capazes de feri-lo, este é Luke Cage, personagem central de mais uma série Original Netflix, desenvolvida pelos estúdios Marvel.

A série não é 100% fiel as HQs do personagem, mas sem dúvidas consegue captar a mais pura e real essência do protagonista desta história.

Resultado de um experimento sabotado, Luke Cage ganha poderes sobre humanos, dos quais faz uso para manter a salvo as ruas do bairro onde vive, proporcionando ótimas cenas de ação, embaladas por uma trilha sonora que faz com que vejamos um show de coreografias da melhor qualidade.

O personagem é tido como representante de um contexto social, onde a série faz um ótimo trabalho em retratar a tensão racial existente na América, paralelo a brutalidade policial relacionada ao assunto em questão.

Luke Cage, estrelado por Mike Colter, é uma série fictícia, mas muito bem ambientada nos dias atuais, através de um olhar “heroístico” , aborda temas sociais importantíssimos.

20. Perdidos no Espaço

Em Perdidos no Espaço, somos levados a conhecer uma história que tem sua trama ambientada em um universo futurístico, onde a  família Robinson viaja pelo espaço a fim de colonizar o mesmo, como um plano de contingência em função da superpopulação do planeta Terra.

A missão acaba sendo sabotada, os fazendo realizar um pouso de emergência em um planeta desconhecido.

Agora, neste novo  mundo, terão que enfrentar e sobreviver às ameaças naturais e seres habitantes deste lugar.

Perdidos no Espaço é um reboot do clássico de mesmo nome da década de 60. Agora adaptado por Matt Sazama e Burk Sharpless, a série conta com 10 episódios em sua primeira temporada e já fora renovada para uma segunda.

Para você que se interessa por uma boa ficção científica, com seres alienígenas, com cenas de ação, humor, drama e muita tecnologia futurística, dar o play nesta série da Netflix é uma ótima opção.

Blog Smartphones Samsung

21. Dark

Dark é a primeira produção original alemã da Netflix, a qual apresenta uma trama complexa, cheia de mistérios, meias verdades e claro, o tema mais instigante de todos os tempos: Viagem no Tempo - tudo embalado por nuances de um bom drama familiar (?).

O ponto de partida é o desaparecimento de um menino, o ano é 2019, e o mistério por trás do desaparecimento só faz aumentar no que a família, amigos e polícia buscam respostas para o acontecimento.

Buracos de minhoca, várias realidades paralelas, vivendo em diferentes espaços de tempo, mas quando alguém muda algo em uma dessas realidades, o desfecho pode tomar rumos inesperados.

Uma série para ser assistida com muita atenção e, quem sabe assim você consiga entender algumas partes desta história, que envolve uma série de mentiras e segredos obscuros em no mínimo quatro famílias diferentes.

Os 10 episódios da primeira temporada de Dark estão disponíveis na íntegra na plataforma da Netflix, e a série já foi renovada para a segunda temporada, que promete revelações e descobertas de novos mistérios.

22. House Of Cards

Em House Of Cards, Frank Underwood (Kevin Spacey) é um político estadunidense, que em meio a disputas de cargo e traições, não mede esforços para conseguir o que quer e ainda se vingar daqueles que foram desleais com ele.

Com o apoio e tramando junto com a sua esposa Claire (Robin Wright), Frank vai usar de todas as suas artimanhas e conhecimentos sobre o que acontece nos bastidores da política, para bolar seu plano de vingança.

House Of Cards foi uma das principais produções responsáveis por colocar a Netflix no mapa, uma série que agradou aos mais distintos usuários da plataforma e ainda é aclamada pela crítica com as suas 6 temporadas super “maratonáveis”.

Criada por Beau Willimon, House Of Cards é uma série dramática que já recebeu grandes prêmios como Emmy e Globo de Ouro.

 23. The 100

A série The 100 se passa noventa e sete anos após uma guerra nuclear ter destruído toda a civilização como a conhecemos. Os sobreviventes deste fatídico acontecimento se encontram em uma nave no espaço, e agora eles pretendem pôr o plano de repovoar a terra em prática.

O plano consiste em enviar 100 jovens - que cometeram algum crime perante o “governo” daquela nova forma de vida na nave - para a Terra, e assim descobrir se o planeta pode ser novamente habitado por seres humanos.

Não é preciso muito mais que alguns minutos do episódio piloto para você ficar preso à trama, e querer saber o que pode - e vai - acontecer ao passo que cada jovem, já em terra, se movimenta neste novo velho mundo.

A série The 100 conta com 6 temporadas, e já fora renovada para uma sétima temporada. As quatro primeiras estão disponíveis para assistir na Netflix.

24. Grey’s Anatomy

Drama, é o que Grey’s Anatomy tem de sobra. E Shonda Rhimes caprichou na dose, em dar como ambiente central da trama um hospital, onde passamos a acompanhar os dramas da vida pessoal e profissional dos médicos e residentes do hospital fictício Seattle Grace.

Grey’s Anatomy recusa apresentações, com nada menos que 14 temporadas, a série é mais que consagrada, sem dúvidas um destaque do catálogo da Netflix.

No ar desde 2005, fica complicado definir os personagens, já que ao longo desta jornada o desenvolvimento de todos eles é fantástico, os personagens aprendem uns com outros, ao passo em que o telespectador aprende com eles.

Destaque para Cristina Yang e Miranda Bailey, interpretadas respectivamente pelas atrizes Sandra Oh e  Chandra Wilson, ambas são as mais amadas pelo grande público, por suas personalidades fortes e a forma de ver e lidar com as coisas.

Histórias emocionantes, tragédias e romances, Grey’s Anatomy  é um misto de emoções que vira e mexe arranca boas lágrimas daquele em frente a tela.

E se você ainda não assistiu essa série, e a quantidade de temporadas e episódios te assusta, garantimos que vale a pena o tempo. Tão boa que 14 temporadas acabam não suprindo a necessidade de acompanhar mais e mais das histórias dos médicos mais amados da ficção. Ainda bem que a série já fora confirmada para a 15ª e 16ª temporada.

25. Breaking Bad

Inúmeros Emmys, dois globos de Ouro e uma legião de fãs. Quando o assunto é Breaking Bad, chovem elogios e comentários sobre o quão incrível é a sua trama e personagens.

O ponto de partida dá-se quando Walter White (Bryan Cranston), um professor de química que ao descobrir que tem câncer e não há nada que possa fazer para reverter o caso, decide usar todo seu conhecimento para fazer dinheiro, a fim de não deixar sua família desamparada após sua morte, o resultado? Uma transformação na produção e venda de metanfetamina.

A série foi enquadrada no gênero de drama, e apesar de ter muito, consegue ir muito além. No passar de suas 5 temporadas suspense, críticas sociais e ótimas tiradas de humor preenchem a série que ganha espaço entre as melhores séries já produzidas.

Se por alguma razão você ainda não se permitiu assistir este fenômeno que é Breaking Bad, saiba que o máximo que pode acontecer é você maratonar todos os episódios de uma vez só.

Uma narrativa perspicaz, bem construída e envolvente. Assim como a droga produzida na trama, a série vicia!

26. How to Get Away with Murder

Mais uma obra brilhante que saiu da mente de Shonda Rhimes, ou seja, é bom se preparar porque  vem coisa boa por aí. How to Get Away with Murder nos leva a acompanhar a história de Annalise Keating e seu grupo especial de estudantes, em meio a uma história sem precedentes.

Annalise Keating (Viola Davis) é uma advogada e professora de Direito na Universidade de Middleton. Qual a melhor maneira de preparar seu aluno para o mercado de trabalho? No caso de Annalise Keating é basicamente saber “Como cometer um assassinato e sair impune”.

Mas a frase que dá título a série e embasa os ensinamentos de Annalise pode acabar se tornando muito mais que um estudo de caso. E acabar envolvendo ela e seus ambiciosos aprendizes em uma trama de mistérios, meias verdades e assassinatos.

A série que já está em sua quinta temporada, é aclamadíssima pelo público e pela crítica, consegue passar a harmonia ideal de dramas pessoais em uma trama de suspense. Integrando o elenco, além da brilhante Viola Davis, ainda estão Jack Falahee, Karla Souza, Alfie Enoch, Matt McGorry e Aja Naomi King.

27. Gotham

Gotham City antes da chegada de Batman, o submundo de segredos e mistérios que envolvem a ascensão do homem morcego. Mas não apenas o desenvolvido do herói como também de certos vilões, enquanto o detetive James Gordon (Ben McKenzie) tenta solucionar o caso do assassinato dos bilionários Thomas e Martha Wayne.

Com quatro temporadas disponíveis no catálogo da Netflix, Gotham começou sem muitas pretensões e hoje ganha o título de uma das melhores séries distribuídas pela gigante de streaming.

Gotham é um série que não se define como uma série de heróis, mesmo estando completamente ligada, foca em um roteiro mais policial, desvendando mistérios, nos apresentando o começo de vários personagens já conhecidos, suas origens, ambições e aspirações, o que sem dúvidas só poderia nos dar uma ótima narrativa repleta de dramas.

Um dos trunfos de Gotham está em sua cenografia, fazendo jus ao clássico sem perder a  contemporaneidade, trilha sonora perspicaz em deixar as cenas ainda mais envolventes. Sem esquecer ainda de grandes interpretações, neste, méritos a atores como Ben McKenzie, Robin Lord Taylor, Camren Bicondova, David Mazouz e Cameron Monaghan.

28. Elite

Mas uma série não americana que ganha grandes proporções e conquista os usuários da Netflix, Elite foge da ambientação hollywoodiana, mas sem deixar para trás a fórmula de um bom drama “à la high school”.

Só a premissa já te faz ficar preso em frente a tela para conferir o desfecho da história, quando você abre a série na Netflix se depara com “Quando uma escola pública desmorona, a construtora tenta reparar sua imagem enviando três dos alunos para um conceituado colégio de elite”.

O famoso Las Encinas, uma exclusiva escola na Espanha, alunos do ensino público, o choque de realidade entre a elite e os menos favorecidos. Fatores que se circundam e culminam em um assassinato. Mas quem foi o assassino?

A série Elite segue nos levando por uma linha do tempo que dá direto no assassino, mas nada é tão simples quanto parece e o culpado pode ser quem você menos espera. O que você não pode é hesitar em dar o play nessa série da Netflix e se deixar envolver em uma trama dramática e cheia de mistérios e romances proibidos.

29. Atypical

Por que não uma comédia dramática? Atypical fala sobre assuntos precisos com a perspicácia de uma comédia inteligente e muito bem desenvolvida. Acompanhando Sam, um  jovem de 18 anos com autismo em sua busca por amor e independência.

Desde seu lançamento, em 2017, a série Atypical ganhou reconhecimento do público e ótimas observações por parte da crítica especializada, conseguindo tratar de vários temas importantes, tendo centro o autismo e o que seriam as suas “limitações”. Não por menos, a série já é considerada por muitos como uma das melhores produções originais da Netflix.

A série Atypical foca no tema autismo, mas ao mesmo tempo consegue tratar de vários outros assuntos, sempre com muita prioridade. Com personagens que fica fácil se identificar e entender seus motivos e aspirações.

Passar pela adolescência não é um processo nada fácil e cada mínima coisa pode ser motivo para deixar tudo ainda mais difícil. Fórmula certa para resultar em uma trama de comédia, com um plano dramático de fundo; e Atypical  faz isso sem perder o controle e nível certo em ambos.

Se você está revirando o catálogo da Netflix atrás de uma boa série, uma boa pedida pode ser Atypical, um ótimo entretenimento que ainda pode agregar e muito no seu dia a dia.

30. Lucifer

Lucifer, a série que você precisa assistir, afinal de contas quando a descrição diz “Entediado com a vida nas trevas, o diabo se muda para Los Angeles, abre um piano bar e empresta sua sabedoria a uma investigadora de assassinatos“ as proporções que isso pode tomar são as mais diversas.

Uma série super interessante, instigante para dizer o mínimo, não se surpreenda se você acabar gostando do senhor das trevas, afinal de contas, a trama nos arrasta em meio a situações que fica impossível não entender o lado dele.

Brincadeiras a parte, Lucifer é uma das séries de mais sucesso que integra o catálogo na Netflix atualmente, com três temporadas disponíveis é a escolha perfeita para quem gosta de ação, drama e boas tiradas cômicas.

Aclamada pela crítica e grande público, a série Lucifer se faz dentro da proposta que oferece, e já vale avisar que ao dar play provavelmente você irá maratonar a série, porque sim, Lucifer é uma série muito boa, mesmo que às vezes não consiga escapar de alguns clichês, consegue seguir uma trama única e envolvente, com ação, romance, dramas e humor perspicaz.

Comentários