O nascimento do primeiro iPhone

Imagem do autor Cleiton Roberto Sanches
Cleiton Roberto Sanches
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
16/10/2017 924 visualizações comentarios

O iPhone é considerado um dos gadgets mais influentes da história. Isso pode ser dito porque, desde a sua primeira versão, o aparelho vem ditando tendência no mundo da tecnologia mobile.

Lançado na fatídica data de 29 de junho de 2007, o celular da Apple foi o principal responsável por diversificar e popularizar os smartphones, fazendo com que esses aparelhos ficassem mais acessíveis para o público em geral.

Antes do iPhone, os smartphones eram vistos como aparelhos antiquados e direcionados apenas para o segmento profissional. Então se hoje você utiliza um celular repleto de tecnologias, isso se deve muito por causa dos aparelhos da Apple, que começaram a revolucionar o mercado da tecnologia a 10 anos atrás.

Anúncio Primeiro iPhone

Todos sabemos que o smartphone da Apple também é um sinônimo de sucesso, mas pouca gente sabe que a empresa da maçã enfrentou alguns perrengues (e fracassos) até conseguir lançar o que é praticamente o seu produto de maior sucesso. O iPhone pode ser considerado um dos últimos grandes projetos de Steve Jobs, o já falecido e lendário cofundador da Apple. Projeto este que consolidou a Apple como a empresa mais inovadora que se tem notícia, além de ajudar a companhia a se tornar a marca mais valiosa do mundo.

Pode-se dizer que grande parte do sucesso e inovação do iPhone deve-se a mania perfeccionista de Jobs, que era conhecido como inovador nato, mas uma pessoa de gênio difícil. Mesmo depois de tanto tempo no mercado, o hype pelo lançamento de novos iPhone causa burburinho no mundo da tecnologia mobile e os eventos que a Apple faz para lançar os seus smartphones causam burburinhos entre fãs e especialistas.

Conheça agora tudo sobre a história do iPhone e como esses aparelhos revolucionaram a forma de como as pessoas consomem tecnologia!

10 anos depois: Tudo sobre o nascimento do iPhone

O smartphone da Apple é um aparelho sinônimo de inovação, design e alta tecnologia. Os aparelhos são desejados por consumidores do mundo todo e a cada lançamento, os iPhones conseguem angariar cada vez mais fãs.

O mais curioso é que desde o seu lançamento, o aparelho já foi um sucesso e o hype pelo aparelho não pare de crescer, mesmo 10 anos depois do lançamento do produto. Mas para chegar no tão desejado smartphone, a Apple teve que passar por um longo processo de criação e enfrentar alguns desafios!

Antes de tudo!

Pouca gente sabe que anteriormente, a Apple já havia feito tentativas de lançar um celular, embora os aparelhos não causaram o impacto esperado. 

O Newton, um PDA lançado no ano de 1993, pode ser considerado o avô do iPhone. Entretanto, o Newton foi um completo fracasso de vendas, ficando disponível no mercado durante o período de apenas 5 anos. 

Apple Newton

A proposta do Newton era muito muito boa, pois o aparelho foi lançado com o intuito de ser um assistente pessoal tecnológico e que auxiliaria o usuário em várias tarefas do dia a dia. A parte ruim da história é que o PDA não conseguiu atender as expectativas dos seus consumidores. A utilização do aparelho era complicada e além do mais, haviam poucos aplicativos compatíveis com o disponíveis para serem utilizadas junto com PDA. Entretanto, o Newton abriu as portas para a Apple começar a investir em tecnologias mobile e mesmo sendo um fracasso, o aparelho tem o seu valor para a empresa de Cupertino.

Alguns anos depois, a Apple revolucionou o mercado da música, ao lançar o seu tocador MP3, chamado de iPod. O iPod foi um enorme sucesso de vendas e mudou para sempre o modo de como as pessoas escutam música.

Devido ao seu sucesso estrondoso, o iPod também mudou os rumos da Apple. O aparelho de MP3 permitiu a criação do iTunes, que é o serviço da Apple que permite acesso a milhões de músicas e aos aplicativos desenvolvidos para os eletrônicos da empresa da maçã.

Primeiro iPod

Com o sucesso dos seus tocadores de MP3, Steve Jobs finalmente decidiu que era hora de a Apple investir cada vez mais na tecnologia mobile e concentrar os seus esforços no mercado de celulares. A telefonia via celular era uma tecnologia que vinha se consolidando cada vez mais, entretanto a Apple ainda não fazia parte desse mercado promissor. Com isso, a empresa fez uma parceria com a Motorola e lançou aquele que seria o seu primeiro celular: o Rokr. Ainda sem a tecnologia necessária para lançar um aparelho próprio, a Apple fez uma parceria com a Motorola, para a criação de um novo celular.

O Rokr tinha o intuito de ser um aparelho diversificado, mas essa proposta acabou ficando apenas no papel. O celular na verdade seria um iPod que teria a capacidade de realizar ligações. Entretanto, o Rokr pecou por oferecer pouco espaço para armazenamento de arquivos, com um limite ínfimo de apenas 100 músicas.

Moto Rokr

Na teoria, o Rokr era uma ótima ideia. Entretanto, na prática, o aparelho se mostrou um completo fracasso. O aparelho era grande, complicado de ser utilizado e ainda por cima, apresentava um design nada atraente, o que é raro em aparelho com o selo da Apple.

Ao apresentar todos esses problemas, o Rokr se mostrou um completo fracasso de vendas e adiou os planos da Apple em entrar de vez no mundo da tecnologia móvel.

O primeiro iPhone: do projeto ao lançamento

O fracasso do Rokr deixou Steve Jobs furioso, pois ele apostava alto no sucesso do celular. Entretanto esse insucesso fez com que a Apple tivesse um senso de urgência para finalmente desenvolver o seu celular.

A ideia agora era criar um iPod modificado e não criar um dispositivo a partir do zero. Com isso, foram recrutados os melhores profissionais para o desenvolvimento do dispositivo, entre eles Tony Fadell, o famoso criador do iPod.

Os primeiros protótipos do iPhone eram bizarros, mostrando que a Apple estava tentando de qualquer maneira, desenvolver o seu celular. Mas os próprios desenvolvedores afirmam que o desenvolvimento dos vários projetos foi essencial para mostrar tudo aquilo que NÃO deveria ser feito no desenvolvimento do seu próximo aparelho.

Mas a história mudou quando Jobs descobriu que a Microsoft estava desenvolvendo um dispositivo com tela touch, que seriam os primeiros protótipos dos atuais tablets. Com isso, o CEO da Apple viu que era necessário tomar as medidas necessárias para não perder essa corrida tecnológica.

Steve Jobs

Acontece, que o CEO da Apple percebeu que a ideia do display sensível ao toque era ideal para ser utilizado junto com o celular que estava sendo desenvolvida pela companhia. Dessa forma o projeto do tablet foi para a gaveta, já que a prioridade da empresa era lançar um smartphone o mais rápido possível. Vale dizer que o iPad foi um produto que estava com um projeto desenvolvido antes mesmo do iPhone. Mas o tablet da Apple seria lançado somente algum tempo depois, no ano de 2010.

Alguns profissionais sugeriram que o smartphone deveria apresentar um teclado físico, semelhante ao Blackberry. Entretanto, essa ideia foi completamente vetada por Jobs, que estava determinado a apresentar um celular com uma grande tela multitoque e que iria revolucionar de vez o mundo da tecnologia.

Jobs e suas frases de efeito

A Apple costuma realizar grandes eventos para anunciar os seus principais produtos. Foram nessas apresentações que vimos o anúncio de alguns dos principais lançamentos do mundo da tecnologia, como o iPod e o iPhone. Steve Jobs comandava essas apresentações com uma maestria sem igual, com suas frases de efeito e lançamentos que pegavam todos de surpresa.

O lançamento do iPhone é uma das melhores apresentações de Jobs e o seu discurso certamente ficou na cabeça de todos aqueles que presenciaram esse dia histórico. No dia 29 de Junho de 2017, o primeiro iPhone foi apresentado, tendo Steve Jobs como mestre de cerimônias. Segundo as palavras do próprio CEO, “hoje vamos fazer história aqui”.

Primeiro iPhone Anúncio

Ele ainda completou: “De vez em quando aparece um produto revolucionário que muda tudo, assim como o Macintosh original mudou toda a indústria da computação e o iPod mudou toda a indústria da música”. Uma das grandes frases de efeito foi: “Hoje, estamos apresentando três produtos revolucionários. O primeiro é um iPod de tela larga com controle pelo toque. O segundo é um celular revolucionário. E o terceiro é um aparelho pioneiro de comunicações pela internet.” Aí novamente ele repete e lista e fala: “Estão entendendo? Não são três aparelhos separados, é um aparelho só, e ele se chama iPhone”. Ele sabia exatamente que o iPhone iria fazer história! 

Sucesso imediato

O primeiro iPhone chegou no mercado com uma tela de 3.5 polegadas e ainda apresentava uma capacidade armazenamento bem maior do que aparelhos da concorrência. No mesmo ano do seu lançamento, o celular foi escolhido como a invenção do ano pela revista Time. O aparelho foi um sucesso desde os seus primórdios e conquistou o público rapidamente.

Embora desde o começo o iPhone já fosse bem mais caro que os seus concorrentes, o público não hesitou em comprar massivamente o novo aparelho. O primeiro iPhone chegou custando a quantia de 500 dólares, o que era bem mais do que era cobrado por aparelhos da concorrência, como a Motorola ou a já falecida Blackberry.

iPhone 10 Anos

Por conta de seu valor elevado, os concorrentes achavam que o iPhone não iria vingar da mesma forma apontada por Jobs. Entretanto, para o desespero da empresas que faziam oposição à Apple, o iPhone se mostrou um completo sucesso de vendas e agradando o público logo de imediato.

Apenas 2 anos após o seu lançamento, o iPhone já venderia mais de 100 milhões de unidades vendidas, o que correspondia a incrível quantidade de mais da metade de todos os lucros com a venda de smartphones em todo o mercado mundial!

Legado histórico

O iPhone influenciou o mundo da tecnologia mobile assim como Isaac Newton influenciou a física moderna.

As fabricantes de celulares começaram a dar cada vez mais importância para a tela do aparelho, tentando de todas as formas, copiar a mesma proposta inovadora do seu maior concorrente. O design minimalista também foi algo levado mais a sério e o teclado físico foi ficando cada vez mais de lado, até praticamente desaparecer nos celulares. Samsung, Nokia, LG e Motorola tentavam de todas as formas, criar algo tão inovador quanto o primeiro iPhone.

Mas é justo dizer que após algumas novas versões, o smartphone da Apple começou a pecar naquele quesito que mais se destacava: a inovação. Em alguns casos, os novos aparelhos começaram a trazer características de aparelhos da concorrência, em vez de ditar tendência para as outras empresas.

iPhone X

Nesse meio tempo, Steve Jobs nos deixou e levou consigo uma boa parte da inovação apresentada pelos produtos desenvolvidos pela Apple. Alguns lançamentos ainda causaram grande burburinho entre especialistas e applemaníacos, como no caso do iPhone X, aparelho que foi desenvolvido para justamente comemorar os 10 anos do primeiro celular da marca da maçã.

Entretanto, a influência do iPhone é praticamente imensurável e se hoje você utiliza um smartphone touch screen, isso se deve muito pela popularidade do primeiro smartphone lançado pela Apple!

Comentários