Smartphones: tendências para 2018

Imagem do autor Vinicius Censi
Vinicius Censi
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
02/01/2018 965 visualizações comentarios

Acabamos de iniciar uma viagem de 365 dias e, durante todo o ciclo passado, inúmeras novidades e inovações vieram à tona, modificando e alterando completamente nossos cenários e realidades.

Isso fica ainda mais visível quando tratamos da tecnologia móvel. No começo de 2017, a tendência era uma e, agora, já podemos afirmar que os smartphones caminham em outra direção - ao menos são isso o que os fatos indicam.

Observando esta curvatura a qual os novos dispositivos estão se tendenciando, dá de ter uma leve noção do que se pode esperar para os próximos e novos lançamentos das grandes marcas.

As tendências do smartphone para 2018

Tamanho

Tamanho Tela Smartphone

Este ano, é provável que nossos smartphones fiquem ainda mais finos. Em 2017, a espessura média dos aparelhos móveis reduziu 0.22 milímetros, indo para a média de 7.73 milímetros.

O que se pode presenciar durante o decorrer do ano foi o impactante processo em que a parte frontal do dispositivo recebeu, liberando espaços para visualização tanto na parte superior, como inferior do dispositivo. Isso permitiu exibições com proporções mais altas, incluindo 18:9 e 19.5:9.

Como resultado, tem-se o ligeiro aumento de altura de 3,65 milímetros e 0.88 milímetros de espessura.

Tela

Tela Smartphone

Em 2017, a exibição média foi de 5.57 polegadas, valor consideravelmente superior aos antigos 5.28” de 2016. A densidade de pixels também aumentou, de 373 para 394 ppi.

Veja:Lista com os melhores smartphones de 2018

Peso e Construção

Construção Smartphone

Já que os aparelhos estão ficando mais finos e altos, certamente acabam pesando o mesmo valor, certo?! Não! Em 2017 nossos telefones ficaram ainda mais pesados, cerca de 12 gramas a mais em relação ao ano de 2016. Talvez isso seja reflexo da substituição de materiais como o plástico, que vem abrindo espaço para materiais como o alumínio, metal ou cerâmica.

E por falar em construção, o número de telefones que ganharam atribuição a certificação IP68 subiu cerca de 10%, indicativos de que o smartphone continuará indo cada vez mais fundo no avanço de resistência contra elementos.

Sensor de Impressão Digital

Impressão Digital

Os sensores já dominaram o botão frontal de muitos smartphones. Com o decorrer do ano de 2016 para 2017 isso foi se invertendo, fazendo com que mais de 50% dos dispositivos passassem o mecanismo de segurança para suas traseiras.

Porém, este é um jogo completamente indefinido. Como se sabe, existe o grande conceito de ter o sensor embutido na tela frontal do smartphone, dispensando botões e ademais incrementos especiais.

Acredita-se que a Vivo será a pioneira da tecnologia e, caso ela funcione do modo esperado, com agilidade e precisão, possui de tudo para ser a próxima tendência de segurança do mercado.

Conector 3,5 mm e Alto-falantes

USB Tipo C

Outra área que está passando por uma fase de intensa modificação é o conector de áudio de 3.5 milímetros. Em 2016, ocupava praticamente todo o cenário da telefonia móvel. Já em 2017, aparece com 12% a menos da fatia, espaço que vem sendo substituído pelo padrão USB Type-C.

Em compensação, 2017 trouxe maior número de dispositivos com alto-falantes estéreos para que seja possível aproveitar os conteúdos multimídias com ainda mais qualidade e fidelidade.

Baterias

Bateria Smartphones

Telefones mais finos = baterias com menor capacidade, certo?

Errado! Na verdade, a capacidade média da bateria aumentou minimamente para 3292 mAh. Apesar de ser uma boa notícia, não é o bastante, pois a resistência das baterias caiu drasticamente de 60.5 horas para 54.3 horas. De longe, esta é uma tendência que não queremos que seja sustentada.

Apesar dos pesares, existe sim um lado bom. É ainda mais fácil e rápido recarregar nossos aparelhos, visto que o setor de carregamento wireless ampliou juntamente com o suporte para carregamento rápido. A tendência é ter seu dispositivo disponível por muito mais tempo sem precisar sacrificar tanto tempo esperando carregar.

Câmeras

Câmeras Smartphones

Assim como nós, você provavelmente também deve ter notado que a guerra por trás dos megapixels terminou. Agora o foco é qualidade e não seria nenhuma surpresa para nós perceber que, de um ano para o outro, a potência das câmeras principais praticamente se manteve intacta.

Em contrapartida, estamos mergulhados na era selfie e é notável a ascensão que as câmeras frontais estão fazendo, nivelando sua potência com as exímias principais.

O percentual de telefones com sistemas de câmeras duplas (Dual Lens) também aumentou significativamente em 2017, chegando a 34%.

Veja: iPhone 7 com sistema de câmeras duplas

Menos dramático, porém ainda significativo, foram as adesões ao sistema de estabilização de imagem óptica e a gravação de vídeo em 4K.

Desempenho

LG Q6 Desempenho

Esta é uma linha que tem em sua base a ascenção. Você nunca verá o desempenho ser reduzido, ainda mais que vivemos em rotinas tão aceleradas e conturbadas, fazendo com que o smartphone seja um intermediador e facilitador de muitas tarefas.

Deste modo, é previsível que o aumento de CPU e GPU sejam constantes. Junto deles está a rede 4G LTE, que está ganhando cada vez mais espaço rumo a padronização global.

O mesmo vale para o armazenamento e a memória RAM, que tendem a serem mais amplos e eficientes.

Já o preço…

iPhone X Preço

Fazendo cada vez mais e com maior eficiência, os smartphones conquistaram em absoluto o seu lugar na vida da sociedade e, com ele, seu preço. O resultado? Aumento de custo médio de R$ 1.199,90 para R$ 1.599,90 (+R$ 400).

Conclusão

Embora muitas das tendências fossem facilmente percebidas, é realmente bom tê-las fundamentadas e apoiadas em números. E por mais caro que as “novidades” custem, é bom ver que caminhamos rumo a uma constante e ininterrupta evolução e que, em algum um dia, ela fará também parte de nossas vidas.

Gostou do produto? Aproveite!

Smartphone Samsung Galaxy J7 Pro Preto

Comentários