Bloqueio de Celulares Piratas e Irregulares pela Anatel

Imagem do autor Cleiton Roberto Sanches
Cleiton Roberto Sanches
Especialista em tecnologia da Cissa Magazine
11/01/2019 1.305 visualizações comentarios

O ano de 2019 começou com a cruzada da Anatel em banir os celulares piratas e irregulares presentes em território brasileiro.

Em 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações alega ter bloqueado 154.689 smartphones que estavam irregulares. Esses bloqueios começaram em Goiás e no Distrito Federal, no mês de maio e em dezembro, o bloqueio chegou em mais 10 estados brasileiros, que são os seguintes: Acre, Rondônia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Espírito Santo, além dos já citados DF e Gioás. 

Blog Smartphones Android

O bloqueio da Anatel consiste em barrar smartphones barrados, extraviados, adulterados ou que não apresentam certificação do órgão nacional. Entre esses aparelhos se enquadram os celulares piratas que entram irregularmente no país, sendo que esses dispositivos serão impedidos de acessar internet móvel e a rede de celular, para receber ou efetuar ligações.

Quer saber se o seu aparelho corre o risco de ser bloqueado e quais exatamente são as implicações com esses bloqueios? Nós preparamos um breve compilado de informações para que você entenda melhor o caso.

Bloqueios de smartphones piratas: tudo sobre

A Anatel se encontra em uma verdadeira cruzada para banir os celulares piratas do território brasileiro. O bloqueio de aparelhos já vem acontecendo a um bom tempo, desde o primeiro semestre de 2018, a Anatel começou bloquear aparelhos em determinadas regiões do Brasil, começando com celulares presentes no Distrito Federal e no estado de Goiás.

No finalzinho do ano passado, a instituição realizou mais uma “limpa”, inutilizando ainda mais celulares em condição irregular no Brasil.

Bloqueio Smartphones Anatel

Segundo a Anatel, os smartphones irregulares prejudicam a qualidade do sinal de telefonia móvel no Brasil, sendo que esses aparelhos também podem oferecer riscos, afinal eles não passaram por testes de segurança pelos órgãos regulamentadores brasileiros. Lembrando que apenas os smartphones são bloqueados e não a linha telefônica, então o chip SIM pode ser transferido para outro smartphone e o número poderá ser utilizado normalmente em um celular homologado.

Agora em 2019, a Anatel entra na segunda fase da operação de banir os celulares piratas e irregulares do Brasil, com o bloqueio de aparelhos no dia 24 de março, exatos 75 dias após o envio de notificações aos donos de aparelhos irregulares.

A Anatel afirma ter enviado avisos para 269.834 celulares, avisando que esses aparelhos serão bloqueados em breve.

Quais celulares serão bloqueados?

Não é de hoje que a Anatel avisa que irá bloquear os smartphones irregulares que até então funcionavam no Brasil. Ainda em 2017 e agência regulamentadora avisou que iria banir os aparelhos irregulares e desde então, a Anatel vem cumprindo com o que vem prometendo.

Mas exatamente, quais serão os aparelhos bloqueados pela Anatel? Antes de mais nada, é preciso entender que não é porque o celular foi importado que o mesmo será bloqueado.

No site da Cissa Magazine, por exemplo, há uma grande quantidade de aparelhos da Xiaomi que são celulares de fabricação chinesa. Mas esses smartphones não serão bloqueados no Brasil, afinal, esses aparelhos são regulamentados em seu país de origem, por um orgão regulamentador que atua na China. Ou seja, se o aparelho é original, o mesmo não corre o risco de ser bloqueado. 

Smartphones Bloqueados Anatel

Apenas os celulares piratas e que não têm autorização para funcionar em território brasileiro é que serão bloqueados e expressamente proibidos de funcionarem com redes móveis e serão incapacitados tanto de receber quanto realizar uma ligação. As réplicas de aparelhos  serão bloqueados, o que é uma tentativa da Anatel em pôr fim à pirataria e impedir também que o cliente seja enganado quando comprar um novo smartphone.

Como saber se meu celular é pirata?

Saber se alguma smartphone é pirata é algo extremamente fácil, basta consultar o IMEI do aparelho, que funciona como uma espécie de CPF para o celular. Para bloquear um aparelho, a Anatel analisa o IMEI do smartphone e se o órgão constatar alguma irregularidade, o aparelho é bloqueado.

Além de analisar uma extensa base de dados dos aparelhos nacionais, a Anatel também analisa cadastros de smartphones produzidos no exterior. Por conta disso, os aparelhos comprados no exterior ou importados de forma legal, não serão bloqueados. Ou seja, você poderá utilizar um iPhone comprado nos Estados Unidos ou um smartphone da Xiaomi vindo diretamente da China sem se preocupar que o mesmo seja bloqueado.

Celulares Bloqueado

A Anatel já deixou bem claro que o foco da operação é impedir que os aparelhos irregulares sejam utilizados no Brasil. Os smartphones “em dia com a lei” não sofrerão qualquer tipo de alteração. Caso você tenha alguma dúvida se o seu smartphone é legítimo ou não, é fácil tirar a prova, basta consultar o IMEI ao digitar no celular a sequência *#06# e descobrir qual é o código de indentificação do seu smartphone.

Após obter essa informação, você já poderá verificar se o número bate com o mesmo número do IMEI que está presente na embalagem do seu celular. Se ambas as sequências forem iguais, então o seu smartphone é um aparelho original e não corre o risco de ser bloqueado.

Dica importante!

Para evitar qualquer tipo de surpresa, é recomendado que você compre seus smartphones apenas em lojas de confiança, como a Cissa Magazine.

Na Cissa, você encontra aparelhos homologados pela Anatel ou importados originais, que estão aptos para funcionarem em território nacional. Ao escolher comprar seu celular apenas em lojas confiáveis, você evita surpresas e tem acesso à incríveis aparelhos! 

Comentários